A Nasa prepara helicóptero para voar na missão a Marte em 2020. Aeronave pesará menos de 2 kg e permitirá maior abrangência para fazer imagens.

A NASA (agência espacial norte-americana) informou na sexta-feira (11) que planeja enviar um helicóptero a Marte em 2020. O veículo será uma miniatura e não-tripulado e que ajudará a melhorar a compreensão sobre o planeta vermelho. Conhecido simplesmente como “The Mars Helicopter“, o dispositivo pesa menos de 1,8 quilos e tem o tamanho aproximado de uma bola de futebol.

Ele será enviado junto com a sonda robótica Mars 2020, um robô com rodas que terá como missão procurar sinais da vida antiga e avaliar os recursos naturais e os perigos para futuros exploradores humanos. Quando o veículo atingir a superfície do planeta, ele posicionará o helicóptero no chão e se moverá para uma distância segura para transmitir comandos; os controladores da Terra irão direcioná-lo para realizar seu primeiro voo autônomo.

O Mars 2020 deverá ser lançado em julho de 2020, e sua chegada à superfície está prevista para fevereiro de 2021.

O desenvolvimento do Mars Helicopter começou em 2013 no JPL (Jet Propulsion Laboratory – Laboratório de Propulsão a Jato) da NASA. Levará células solares para carregar à luz do sol e um mecanismo de aquecimento para suportar as frias noites no planeta.

Para poder voar na fina atmosfera de Marte, o helicóptero deve ser muito leve, mas o mais potente possível. “O recorde de altitude de um helicóptero voando aqui na Terra é de cerca de 12.100 metros“, disse Mimi Aung, gerente de projeto Mars Helicopter. “A atmosfera de Marte é apenas 1% da Terra, então quando nosso helicóptero está na superfície marciana, já está no equivalente da Terra a 30.500 metros“.

Nós não temos um piloto, e a Terra está a vários minutos-luz de distância, então não há como manobrar em tempo real“, disse Aung. “Em vez disso, temos uma capacidade autônoma que será capaz de receber e interpretar comandos a partir do solo e depois voar a missão por conta própria.

O helicóptero tentará até cinco voos, indo mais longe e operando por mais tempo – até algumas centenas de metros e 90 segundos, disseram autoridades. Ele também vai subir a 3 m e pairar por cerca de 30 segundos.

O helicóptero Mars é considerado um projeto de alto risco e alto retorno, de acordo com a NASA: se o helicóptero falhar, isso não afetará o resto da missão, mas se tiver sucesso, a Agência terá uma nova e poderosa ferramenta para pesquisar o planeta e acessar locais atualmente inacessíveis.

A capacidade de ver claramente o que está além do próximo morro é crucial para futuros exploradores“.


FONTE: NASA, Space.com

1 COMENTÁRIO