Mistério envolve vazamento na Estação Espacial Internacional. Buraco poderia ter sido feito intencionalmente.

Na semana passada, a NASA e a Agência Espacial russa se desdobraram para consertar um vazamento em um dos laboratórios da ISS, fazendo com que a Estação perdesse ar lentamente. A tripulação a bordo acabou tamponando o buraco com massa epóxi, corrigindo o problema, pelo menos temporariamente.

Inicialmente, os astronautas e outros especialistas haviam sugerido que o buraco fora causado por um micro meteorito que teria atingido a estação espacial e perfurado o revestimento. “Este vazamento parece ser o resultado do impacto de um micro-meteorito“, twittou o veterano da ISS Scott Kelly.

Mas relatos estranhos estão surgindo agora que sugerem que o vazamento poderia ter sido causado por um ser humano. Relatórios russos, citando fontes anônimas, sugerem que o problema começou desde o momento em que a cápsula Soyuz foi até a Estação Espacial Internacional.

A NASA disse que a Agência Espacial russa “convocou uma comissão para realizar uma análise mais aprofundada da possível causa do vazamento“.

A Agência de notícias russa TASS informou que o chefe da Agência Espacial russa, Roscosmos, disse que a teoria de que o buraco foi causado por um impacto foi descartada.

Estamos considerando todas as teorias“, disse Dmitry Rogozin, de acordo com a TASS. “Aquele sobre o impacto de um meteorito foi rejeitado porque o casco da espaçonave foi evidentemente impactado por dentro. No entanto, é cedo demais para dizer definitivamente o que aconteceu”.

Parece ser feito por uma mão hesitante…é um erro tecnológico por um especialista. Foi feito por uma mão humana – há traços de uma broca deslizando ao longo da superfície. Não rejeitamos nenhuma teoria.

Ele disse que o problema poderia ter acontecido por acidente ou de propósito, na Terra ou no Espaço. Uma investigação completa está sendo montada para encontrar a pessoa responsável, informou a TASS.

Tanto a NASA como a Roscosmos enfatizaram durante todo o vazamento que os astronautas não estavam em perigo imediato, e foram autorizados a continuar dormindo quando a queda de pressão foi reconhecida.

Uma vez que eles estavam acordados, os astronautas trabalharam com especialistas no solo para encontrar o buraco – inicialmente, simplesmente colocando um dedo sobre o buraco. Uma vez fixada, a pressão parece ter estabilizado e os astronautas a bordo voltaram ao seu horário habitual.

O vazamento foi rastreado até a parte orbital da cápsula da Soyuz, que atracou ao lado da Estação Espacial Internacional. É aquela cápsula que os astronautas devem usar para voltar à Terra, e o trabalho está em andamento para garantir que o resto da nave esteja seguro.


FONTE: Andrew Griffin/The Independent

6 COMENTÁRIOS

  1. Foi divulgado recentemente que os EUA estão preocupados com o comportamento do satélite russo Cosmos 2519, que é um aparato espacial de inspeção dotado de pequenos braços robóticos usado para fazer inspeções e reparos em outros satélites, mas que também pode causar danos e inutilizar satélites adversários. O Pentágono disse que o tal satélite passou a fazer mudanças bruscas de rota e a se aproximar de forma agressiva de outros satélites, o que leva a crer que se trata de um protótipo em testes de uma nova arma com a finalidade de destruir satélites: https://www.popularmechanics.com/military/weapons