A Espanha está oferecendo 20 caças Typhoon para a Força Aérea Peruana. (Foto: Força Aérea da Espanha)
A Espanha está oferecendo 20 caças Typhoon para a Força Aérea Peruana. (Foto: Força Aérea da Espanha)

A Força Aérea da Espanha ofereceu para Força Aérea do Peru (FAP) 20 aeronaves de caça Eurofighter Typhoon usadas para renovar a frota peruana de caças, informou o jornal La República de Lima.

Segundo o jornal, cada avião de combate está avaliado em cerca de 45 milhões de euros e “a Espanha está pronta para entregar, num prazo não superior a um ano, uma frota total avaliada em 900 milhões de euros.”

A proposta foi feita a pedido do Comando de Operações da FAP (COMOP), que avalia a aquisição de aeronaves para substituir progressivamente os 12 Mirage-2000, 19 Mig-29 e 18 Sukhoi Su-25 que compõem a força de combate aéreo peruana.

O jornal La República disse que a FAP atualmente só tem 22 unidades de combate operacionais, o que levou o governo a contratar uma apólice de seguro de 22,2 milhões dólares para proteger sua frota.

Perante esta situação, a Força Aérea decidiu estudar a possibilidade de compra de novas unidades ou de segunda mão, de acordo com o orçamento que o Estado oferece.

O COMOP, disse o jornal, informou que como opções de aeronaves novas estão o Eurofighter Typhoon, o americano F-18 Super Hornet, o sueco Saab JAS39 Gripen, o francês Rafale e os russos Su-27 e Su-30. No caso de aviões usados, o Peru analisa a possível compra dos russos MiG-29 e Sukhoi Su-27, do Eurofighter Typhoon e do F-18 Hornet.

“Todas as empresas apresentaram suas respectivas contribuições, mas a decisão final cabe ao Executivo, que deve atribuir o respectivo orçamento”, disse a nota.

O COMOP enfatiza que o acordo deve conter a informação que os aviões tenham capacidade de tecnologia antitanque, antinavio, antiradar e ar-ar, bem como transferência de tecnologia e manutenção.

Fonte: La Patria en Linea – Tradução: Cavok

Dica do amigo Konner. Obrigado 😉

Nota do Editor: Começo a achar a notícia que publicamos aqui em primeira mão, que o interesse do Peru no PAK FA, mesmo que num futuro distante, começa a se concretizar com uma possível modernização da sua força aérea. Embora um outro site de defesa teime em desmerecer o trabalho do Cavok, achando que somente a informação verdadeira é dada por “eles”.

Enhanced by Zemanta
Anúncios

28 COMENTÁRIOS

  1. Nao seria uma má ideia para nós, para aposentar os M2000, uma vez que o FX-2 já era. Mas 45 milhões de euros por aeronave de segunda mão tá caro demais

  2. Vejo que o Peru vai reequipar sua força Aérea primeiro que a nossa, no caso do PAK FA não é de ser duvidar mesmo!….Hoje vi uma reportagem falando sobre o desemprego na Espanha que chega a 26%, penso eu que essa possível venda seja por conta dos cortes de gastos feitos na Espanha, sendo que esses caças Typhoon, apesar de usados estão relativamente novos… É modo que e Espanha achou de fazer dinheiro e economizar ao mesmo tempo.

  3. Deve ser para reativar o Esq. de Su-22 que está suspenso desde sua retirada de serviço, pois acabaram de modernizar os velhos Mig-29 ex-Bielorússia que junto com os comprados da Rússia formam um esquadrão para voar mais uns 15 anos e estão revisando com atualização de alguns componentes seu Esquadrão de M-2000P para voar mais uns 10 anos.
    Por falta de recursos estão fazendo uma modernização parcial da aviônica dos Su-25, pois ficaria muito caro uma grande modernização na Rússia ou Ucrânia.

  4. acho dificil. o typhoon tbm é muito caro de operar.
    mas s verdade, cada vez mais a fab fica para tras…

    • Caro Rodrigo, não tinha lido a sua opinião e praticamente a reproduzi abaixo. Então, concordo duas vezes contigo! 🙂

    • A primeira vista o Peru parece mesmo um país sem cacife, mas veja só o primeiro pais da América do Sul a operar supersônicos (mirages) foi o Peru, o primeiro país a operar misseis BVR na América do Sul também foi o Peru.
      O Peru foi um dos países com maior crescimento do PIB na America do Sul. E possui uma grande rivalidade com o CHile que está muito bem armado
      Não será impossível que eles comprem este caça ou outro antes do Brasil.
      Já o nosso querido Brasil gigante pela própria natureza possui uma força aérea que só é vanguarda no transporte VIP..
      a modernização dos aviões Mig 29 ainda não esta finalizada e por isso o baixo índice de disponibilidade.
      Lamentável ainda um pais como o Peru ter mais transparência que o Brasil . Alguém se atreve a arriscar os níveis de disponibilidade dos F5 da Fab … deve ser uma piada…

    • E a Fab tem condiçoes d operar? A Fap é muito mais pioneira que a Fab. Misseis BvR,Mig 29,mirage 2000, Mi 24.td isso antes da Fab.será q a Fab seria capaz d operar?esta seria a pergunta,nao? abs

  5. Era tudo que precisávamos. Eu já postei no passado que a FAB está atrás de Chile, Venezuela e Peru. Caso se concretize esta compra de Typhoons, sai debaixo… Vergonha para a FAB…

  6. É bom ficarmos de olho nessas ofertas de caças usados pelo mundo. Pelo jeito logo logo lá vamos nós de tampão mais uma vez.

  7. O Peru não tem cacife para os Eurofighter e os peruanos sabem disso, não são iludidos ou malucos. Se tivessem 900 milhões de euros para gastar com caças, usariam tudo na compra de 20 Su-35S e ainda sobraria um bom troco para uns Su-39 e armas, já que têm grande experiência com equipamento russo e o treinamento adaptativo não seria penoso.

    E, segundo um diplomata asiático, o Peru escuta muito, normal.

    Em 2000, li notícia de que a FAP estaria comprando 3 MiG-25RB. Achei absurdo, risível. Ninguém mais falou a respeito, cheirava a lorota. O jornalista, de uma revista, foi esculachado nacionalmente no meio (até porque emendou uma suposta compra, “fechada”, de 200 Rafales, pela Índia), mas nada se concretizou, sabemos, porque faltou e falta dinheiro. O cara diantou uma consulta — como se fosse notícia firme e ainda não disse a fonte — e pagou por isso.

    Arriscar às cegas não é o caso do CAVOK. O site põe no ar as versões que rolam por aí e os órgãos de imprensa que as apuram e/ou publicam. Cabe a nós todos ler, de TUDO, e aguardar as concretizações ou não, pois o final feliz não depende de nenhum de nós nem do astronauta de mármore…

  8. A FAP sempre foi bem organizada de acordo com suas disponibilidade, não é um exemplo mas se comparado a outras "forças" bolivarianas ela não faz feio!

    Achei o preço salgado, essa versão seria o trach1 né?
    Gosto do Typhoon, só não curto o preço, o motor é infinitamente melhor que o do rafale, só não sei se o radar é, aliás ninguém sabe o que os novos AESA de cada eurocanard tem a oferecer, só temos especulação.

  9. Poxa, so 22 unidades operacionais ??

    Nossa eu achava que a FAP estava beem melhor. Mas nao acabaram de mandar os Mig 29 para reforma, como nao estao voando ?

    Viixe, os nossos F5 então podem ficar sossegados…

    FAB, ta tranquilo… KKKKKKKKKKKKKKK !!

    • Os Su-25 sendo recolocados em voo com revisões e modernização parcial feita na SEMAN local, os 8 MIG-29 ex-Bielorrússia estão voando depois da modernização e os M-2000P estão começando a revisão com apoio da Dassault, depois de anos sem contrato de manutenção.
      Devagar eles estão fazendo o que podem.

  10. Credo, com essa grana a FAP revitaliza toda a sua frota de MiG-29 e M2000! E de lambuja uns Su-25! Mas que seria muito, mas muito bom ver o Tufão nas cores de uma força sulamericana, ah seria!
    E "SÊ" realmente acontecesse isso? O Tufão sob o manto da FAP???? Como ficaria o brazil?
    Uruguay! Paraguay! Vocês não tem força aérea!

  11. O que se pode tirar dessa notícia é o desmantelamento das FAs européias. Holanda, Itália, Alemanha, Portugal e outras procurando vender os excessos de Typhoons e F-16s.

    []'s

  12. 45 milhões de euros pode parecer caro mas o texto não especifica o que vem incluído no pacote, como treinamento, peças sobressalentes, armamentos, etc. Nem o estado em que se encontram as aeronaves a serem vendidas. O maior problema do Typhoon não seria o preço pela aquisição mas sim a FAP mante-los voando, devido ao seu custo de operação. Outra coisa a ser considerada seria uma possível modernização das células posteriormente (como a troca do radar pelo AESA, sistemas de combate, etc) para que não fiquem defasados como nossos M2000 por ser caro demais.

  13. Parece-me uma notícia de difícil concretização. Pelo dinheiro envolvido e pela capacidade tecnológica da FAP. E também pelo seu passado e actual nível operacional.

  14. Senhores, boa tarde.

    Tenho dúvidas se nesta década a FAP conseguirá adquirir algum avião de combate. Se o fizer, será como noticiado: em pequenas quantidades e gradativamente.

    Quanto à aquisição do T-50, não é impossível de acontecer, visto que a Rússia pretende colocá-lo em produção a partir de 2015/17. Quanto aos custos operacionais, lembramos que avião antigo é caro de se operar . Tudo dependerá do orçamento e da gestão da FAP.

    Vi as fotos de um dos Su-25 no SEMAN. Estava com a estrutura impecável (melhor do que nossos F-5) na cor amarelo abacate, pronto para receber camuflagem.

    Sds.

  15. Evidente que os Typhoon são aeronaves mais capazes que qualquer coisa no inventário peruano, contudo, existem aeronaves tão capazes quanto o Typhoon T1 e menos custoso de ser operado ( são cerca de 18000 dólares por hora voada )… Considero, por tanto, extremamente dificil os peruanos responderem a oferta dos espanhóis.

    Se houver dinheiro disponível para uma compra de uma nova aeronave de alto desempenho, é mais provavel a aquisição de uma aeronave russa ( provavelmente Mig-29SMT ) ou chinesa, como o J-10… Para a substituição dos meios de ataque, Yak-130 seria a melhor pedida… Dado o alinhamento político do Chile, creio que seria improvavel ver uma aeronave americana, como F-16 ou F-18E, em cores peruanas… E aeronaves européias são mais caras de serem adiquiridas e operadas, o que virtualmente as exclui ( mesmo o Gripen, sendo mais barato, se exlui por ter peças americanas vitais entre seus componentes )…

    • bachabacha,

      Pode ser… Dentre as aeronaves de nova geração, as americanas estão entre as menos custosas de serem operadas a longo prazo… Qualquer força aérea ocidental que queira ter uma aeronave com um custo/beneficio razoavel e com logística garantida, terá que apelar para equipamento ocidental; americano em particular…

  16. Seria mais interessante para o Peru adquirir caças Russos,ou Su27 ou Mig 29,neste ultimo eles estao familiarizados !

  17. Os peruanos adoram vetores… Costumam comprar, sem pensar, para ficar sem saber o que fazer, depois…
    Perú… O Perú, como nação, não está em uma penúria, ao contrário, está bem, com larga taxa de crescimento, no entanto, isso não significa que haja dinheiro sobrando para aventuras.

    Mas, o que chama atenção é o sofrimento da Espanha, se desfazendo de caças novos…
    O mundo mudou, quem diria.
    😀

Comments are closed.