A Polônia é uma das nações que os EUA estão avaliando permitir a venda do furtivo F-35.

A Força Aérea dos EUA enviará uma equipe à Polônia para apresentar seu caça multifuncional F-35, informou na quinta-feira a secretária da Força Aérea dos Estados Unidos, Heather Wilson, que esteve visitando Varsóvia.

A Polônia expressou interesse em comprar o F-35 de 5ª geração através de um plano nacional de modernização militar.

Wilson disse que a equipe de apresentação chegará à Polônia em maio e estará preparada para responder às perguntas do lado polonês sobre o avião.

Wilson elogiou a Polônia por sua séria atitude em defesa e lembrou que a Polônia era um dos países que atendiam aos requisitos de 2% do PIB da OTAN em relação aos gastos com defesa. Ela também assegurou que a Polônia era um importante aliado dos EUA, especialmente diante das crescentes ameaças da Rússia e da iniciativa de inovação da China.

Ela também lembrou que a Polônia estava entre os três países a se unir aos EUA em sua operação no Afeganistão após os ataques do World Trade Center em 11 de setembro de 2001, ao lado da Grã-Bretanha e da Austrália, e assegurou que os EUA não esqueceram tais alianças.

Comentando a presença das forças dos EUA na Polônia, Wilson disse que mais de 4.000 soldados dos EUA estavam rotativamente estacionados na Polônia, e ressaltou que era especialmente importante intensificar as relações entre a Polônia e os EUA.

Em novembro passado, o ministro da Defesa da Polônia, Mariusz Blaszczak, ordenou apressar a compra do caça F-35 dos EUA, diante de uma série de acidentes envolvendo as ultrapassadas máquinas MiG-29, da Rússia, em que um piloto morreu.

No início de abril, o Departamento de Defesa dos EUA anunciou que o governo dos EUA estava considerando vender os F-35s para cinco países, incluindo a Polônia.

7 COMENTÁRIOS