Mísseis AIM-120 AMRAAM sendo inspecionados na Base Aérea de Tyndall, Flórida. (Foto: Senior Airman Mark Hoyt / U.S. Air Force)

O Departamento de Estado dos EUA decidiu aprovar uma possível Venda Militar Estrangeira (FMS) de 32 Mísseis Ar-Ar de Médio Alcance AIM-120C-7 (AMRAAM) para o Japão, por um custo estimado de US$ 63 milhões.

A Agência de Cooperação em Segurança da Defesa (DSCA) emitiu a certificação necessária notificando o Congresso sobre essa possível venda em 16 de novembro de 2018.

O Governo do Japão também solicitou contêineres, suporte de armas e equipamentos de suporte, peças sobressalentes e de reparo, engenharia de governo e empreiteiro dos EUA, serviços de suporte técnico e logístico e outros elementos relacionados de apoio logístico.

A DSCA disse em um comunicado que esta venda proposta contribuirá para a política externa e segurança nacional dos Estados Unidos. O Japão é uma das principais potências políticas e econômicas do Leste Asiático e do Pacífico Ocidental e é um parceiro fundamental dos Estados Unidos para garantir a paz e a estabilidade na região. A declaração acrescenta que é vital para os interesses nacionais dos EUA ajudar o Japão a desenvolver e manter uma capacidade forte e eficaz de autodefesa.

A proposta de venda desses mísseis proporcionará ao Japão uma capacidade crítica de defesa aérea para ajudar na defesa da pátria japonesa e do pessoal dos EUA estacionado lá. O empreiteiro principal será a Raytheon Missile Systems de Tucson, Arizona.

4 COMENTÁRIOS

  1. Muito provável que serão usados para os F35, que não podem carregar o AAM-4.

    • O míssil da Mitsubishi é mais curto, porém, com diâmetro maior e mais pesado. Acho que o principal empecilho é a envergadura.

  2. premier ABe não confia em Xi Xiping, Kim Jung Un e PutinKGB mesmo

Comments are closed.