A Turquia negocia a venda de 30 helicópteros T129 com o Paquistão, mas os motores não foram liberados pelos EUA.

Os Estados Unidos (EUA) negaram para Turquia um certificado para exportar os motores de helicópteros LHTEC (Light Helicopter Turbine Engine Company), como parte de um acordo da Turkish Aerospace Industries (TAI) para venda de 30 helicópteros T129 ATAK para o Paquistão.

A TAI deveria produzir 30 helicópteros de ataque T129 ATAK para o Paquistão após um acordo de US$ 1,5 bilhão entre as duas nações em julho, após o término de quatro anos de negociações.

O Departamento de Defesa dos EUA, no entanto, negou à Turquia uma licença de exportação exigida para os motores LHTEC T800-4A, fabricados nos Estados Unidos e destinados a motorizar as aeronaves, informou a RT News na sexta-feira.

“Este não é um assunto tecnológico ou financeiro, mas é puramente político no momento”, disse à RT News, em agosto, um funcionário sênior de compras da Turquia, citado pela RT News.

O Paquistão e a Turquia concordaram em buscar um modelo substituto para os motores, possivelmente da França ou da Polônia. O Hurriyet, da Turquia, relatou na quinta-feira que os motores LHTEC-Rolls Royce foram testados no T129 para atender às demandas paquistanesas em 2016. A TAI espera que possa concluir o contrato em cinco anos, informou o jornal.

Os EUA penalizaram a Turquia pela compra de sistemas de defesa aérea russa S-400 desafiando as advertências de Washington, disse uma importante autoridade de defesa turca à agência de notícias russa TASS durante a exposição de armas IDEAS 2018 realizada nesta semana em Karachi, Paquistão.

22 COMENTÁRIOS

  1. Quem perde com isso é a fábrica maldita LHTEC, uma parceria da Rolls-Royce e Honeywell.
    Esta fábrica foi desenvolvida para fabricar mais de 600 motores para o RAH-66 Comanche , mas depois de pronta o helicoptero foi cancelado e venderam poucos motores para os AgustaWestland Super Lynx e AW159 Wildcat.
    Agora quando aparecem algumas vendas os americanos vetam….

Comments are closed.