Maquete do NGF (Next Generation Fighter) apresentado pela Dassault durante a Euronaval 2018. (Foto: Xavier V / Navy Recognition)

A empresa francesa Dassault Aviation mostrou um modelo do caça da sexta geração Next Generation Fighter (NGF) na exposição Euronaval 2018, na França, que eventualmente substituirá os caças Rafale e Typhoon entre 2035 e 2040.

As fotos foram publicada pelo editor da agência oficial de temas militares Navy Recognition no Twitter.

O futuro caça de sexta geração tem um alto nível de furtividade, design de asa em forma de W, capacidades de rede altamente integradas, eficiência em todos os modos de voo, armas laser e outras.

A nova aeronave poderá ser operada tripulada ou não e poderá se adaptar às ameaças aéreas contemporâneas e explorar o potencial da inteligência artificial.

O layout mostra que o avião está equipado com dois motores. Isso lhe dará mais potência e velocidade em comparação com o caça furtivo americano de quinta geração F-35, monomotor.

É provável que o novo projeto de jato de caça esteja sendo desenvolvido como parte do Futuro Sistema de Combate Aéreo da Europa (FCAS). O CEO da Dassault Aviation, Eric Trappier, disse que a Airbus e a Dassault decidiram se unir para garantir que a Europa mantenha o controle sobre seus futuros sistemas de armas.

O desenvolvimento do novo caça é realizado em conjunto por designers alemães e franceses. Segundo os desenvolvedores, levará cerca de vinte anos para criar uma super aeronave. Ele substituirá os caças Dassault Rafal e Eurofighter Typhoon.

Anúncios

33 COMENTÁRIOS

  1. Ele não tem estabilizadores verticais, sei que a tecnologia está cada vez maior, e talvez foquem mais na furtividade mais já li várias vezes que perfis assim como asa tem dificuldade em velocidades supersônicas será que já corrigiram isso ou ainda faz parte do projeto

Comments are closed.