Um bombardeiro B-1B Lancer da Base Aérea de Ellsworth decola da Base Aérea de Nellis, Nevada, durante o exercício militar Green Flag West.

Residentes do sul do estado de Nevada e áreas do estado da California estão notando um acréscimo no movimento de aeronaves de combate desde o dia 15 de abril, já que a Base Aérea de Nellis, em Las Vegas, está conduzindo até o dia 29 de abril o Green Flag West 11-02, um exercício de treinamento de combate aéreo.

 

Aeronaves de combate e de apoio voarão a partir da base em Nevada para uma área sobre Fort Irwin, California, onde eles vão fornecer apoio aéreo aproximado simulado sobre soldados que estão se preparando para um destacamento de combate no exterior, de acordo com oficiais da Base Aérea de Nellis.

“O Exercício Green Flag West recria as condições de guerra irregular atualmente encontrada no Sudoeste Asiático,” informa um comunicado oficial da Base Aérea de Nellis.

Dentre as aeronaves envolvidas no exercício, estão caças F-16 Fighting Falcons da Base Aérea de Shaw, South Carolina; bombardeiros B-1B Lancer da Base Aérea de Ellsworth, South Dakota, e aeronaves de reabastecimento em voo KC-135 Stratotankers do 117° Esquadrão de Reabastecimento Aéreo de Forbes Field, Kansas.

Uma aeronaves Cessna 182 Predator Surrogate da Patrulha Aérea Civil do Aeroporto Norte de Las Vegas também participa do exercício.

Anúncios

18 COMENTÁRIOS

  1. Com esses 4 pequenos motores em pós-combustão , os B-1 devem brilhar como árvore de NATAL no radares mais modernos , tanto os dos caças inimigos , como os baseados em terra de controle de e vigilância do espaço aéreo .

  2. É um avião belo e poderoso , mais se for pra escolher um bombardeiro pesado estratégico e super-sônico , fico com o TU-160 russo , mais rápido , mais bonito , maior alcance , maior capacidade de carga e mais difícil de ser detectado por radares inimigos .

    • amigo ozeias segundo a materia o exercicio recliaria o cenario de um conflito
      iregular segundo a onde eu sei uma guerra iregular e travada por guerrilhas e grupos armados ou ate mesmo bandos em ambientes como no afeganistão e a
      amazonia colombiana oque uma aeronave como essa iria fazer neste cenario bombadear vilarejo de civis onde costumeiramente esse grupos se escondem ou obrigão os civis a esconde-los, no afeganistão e no iraque não se usa
      aviões como esses ?

  3. Po ,Ozeias, TU-160 mais bonito que o B-1? Ai forcou a amizade, hein! ehehehe

  4. Gosto nao se comenta, agora quanto a capacidade de bombardear o inimigo ai e outra coisa

  5. Realmente uma bela maquina , pena que com a tecnologia dos radares atuais principalmente os do tipo AESA e dos mísseis de nova geração , o B-1B com sua grande assinatura de radar pode ser facilmente detectado e abatido , mas com certeza uma maquina magnífica .

  6. Será que o Obama não aceita vender 2 desses ai?????

    Paraguai e Uruguai ficariam com tanto medo que se entregariam como estados brasileiros!rs

  7. Lembrando que um bombardeiro B-1 poderá lançar a carga equivalente a quatro B-52s,” disse o Coronel Gerald Goodfellow, comandante do 7º Grupo de Operações.

  8. Mesmo com a escolta de F-22 e F-35 , o B-1 seria uma presa fácil , para mísseis aéreos BVR e sistemas SAMs de última geração , difícilmente os caças de escolta , mesmo sendo caças de 5ª geração , conseguiriam eliminar as ameaças antes que eles pudessem detectar e disparar contra o bombardeiro .

  9. Será que o Obama não aceita vender 2 desses ai?????

    PODE ATÉ VENDER , MAS PRO BRASIL QUE NÃO VAI SER , RSRSRRSRRS.

  10. Não percebo o que esse exercício é a mais que o Real Thaw realizado em Portugal…

    A única diferença é que o Green Flag tem mais aeronaves mas ambos têm o mesmo objectivo por isso não percebo porque não aparece num Blogue destes, o Real Thaw é relativamente conhecido na Europa….
    Aeronaves modernas participam, mais modernas que aeronaves utilizadas no Brasil, caças F-16MLU (e de outras versões), F-18, aviões radares e muitos outros equipamentos são utilizados… E o Real Thaw não se estende só a meios aéreos, meios navais e terrestres são também utilizados, os pilotos têm oportunidade de abater embarcações que estão a ser substituídas em Portugal e outros, ou até utilizar uma espécie de flars disparados por dois ou mais tubos assemelhando se a um míssil, não provocando danos contra navios ainda ao serviço.
    Até desembarques são realizados; fuzileiros especiais tem oportunidade de desembarcar até de submarinos.
    Enfim probavelmente o Real Thaw ainda não chegou ao Brasil (vocês também não participam em nada, gostava de ver forças portuguesas lado a lado de forças brasileiras ma enfim), mas ao EUA e Europa já chegou.

Comments are closed.