O Exército dos EUA selecionou como finalistas as empresas Bell Textron e Lockheed Martin/Sikorsky para construir os protótipos para o programa FARA (Future Attack Reconnaissance Aircraft) do serviço.

A Bell está oferecendo seu projeto 360 Invictus para o programa, enquanto a Sikorsky está oferecendo o projeto do helicóptero coaxial composto Raider X.

Bell 360 Invictus

O programa FARA foi iniciado pelo Exército dos EUA em 2018 para desenvolver um sucessor do helicóptero de caça armado Bell OH-58 Kiowa como parte do programa maior Future Vertical Lift (FVL).

A solicitação do Protótipo Competitivo do FARA (FARA CP) estruturou o programa em três fases: projeto preliminar; projeto detalhado, construção e teste; e avaliação de conclusão do protótipo e avaliação para entrada na fase de produção.

Sikorsky Raider X

Em abril de 2019, cinco contratos para o projeto, construção e teste de aeronaves do FARA foram concedidos para a primeira fase. Os cinco competidores da indústria foram a AVX Aircraft, em parceria com a L3 Harris; a Bell Helicopter Textron; a Boeing Company; a Karem Aircraft; e a Sikorsky Aircraft (Lockheed Martin). A fase um terminou quando o governo conduziu uma avaliação inicial do projeto e da análise de risco com cada empresa e selecionou esses dois finalistas para entrar na fase dois.

A decisão que passa para a fase dois, verá os dois contratados concluindo o projeto, a construção e os testes detalhados de suas soluções para as aeronaves. Essa fase terminará com uma avaliação de teste de voo do governo até o outono de 2023.

Bell 360 Invictus

Em outubro de 2019, a Bell Textron anunciou um novo helicóptero, o Bell 360 Invictus, como participante da empresa no programa FARA Competitive Prototype do Exército dos EUA.

A oferta da Bell tem uma configuração típica de helicóptero com um único rotor principal e um Fenestron (rotor de cauda). O design do sistema de rotor da Invictus é baseado no sistema de rotor do helicóptero Bell 525 Relentless, que foi testado e comprovado em velocidades superiores a 200 nós. O 360 Invictus possui asas que reduzirão a demanda de elevação do rotor no voo em voo horizontal, permitindo manobrabilidade em alta velocidade.

O motor principal do helicóptero será um único motor turbo General Electric T901, com motor suplementar Pratt & Whitney PW207D1.

A Bell anunciou um acordo de parceria com a Collins Aerospace Systems, uma unidade da United Technologies Corp. (UTC), para o programa de protótipo competitivo da FARA. Como integradora de sistemas de missão, a Collins Aerospace entregará uma nova geração de hardware e software aviônicos, apresentando soluções de backbone cibernético e digital para o protótipo.

De acordo com a empresa, o Bell 360 Invictus atende ou excede todos os requisitos estabelecidos no contrato da FARA.

Sikorsky RAIDER X

A Sikorsky, parte da empresa Lockheed Martin, está oferecendo o conceito de helicóptero RAIDER X de ataque leve / reconhecimento de última geração para o programa. O helicóptero foi apresentado em 14 de outubro de 2019.

O conceito RAIDER X é um projeto de helicóptero coaxial ágil, letal e sobrevivível, baseado no helicóptero experimental de alta velocidade X2 da Sikorsky.

O helicóptero é uma versão ampliada do helicóptero Sikorsky S-97 Raider, que foi originalmente desenvolvido para o programa AAS (Army Ar Scout) e também é semelhante em configuração ao Sikorsky / Boeing SB>1 Defiant, desenvolvido em conjunto com a Boeing. A Boeing e a Sikorsky estão oferecendo o maior helicóptero SB-1 Defiant para o programa FLRAA (Future Long Range Assault Aircraft) do Exército para substituir os helicópteros utilitários UH-60 Black Hawk.

O S-97 apresenta tecnologias de próxima geração que devem atender ou exceder os requisitos FARA do Exército. Os rotores principais contra-rotativos coaxiais e a hélice na cauda fornecem velocidades de cruzeiro de até 220 nós (253 mph), significativamente mais do que a velocidade dos helicópteros convencionais. A hélice traseira pode aumentar a velocidade ou desligar em voo. O Raider também exibe manobrabilidade aprimorada, desempenho significativamente alto / quente em voo pairado e maior alcance e resistência.

O helicóptero é alimentado por um único motor turbo GE Aviation YT706, uma variante de 2.600 cavalos de potência do motor T700 e inclui um FADEC (controle de motor digital de autoridade total).

Os outros três candidatos que não foram selecionados para a fase de protótipo são:

• Oferta FARA da Boeing – Rotor principal único com hélice na cauda e rotor de cauda convencional; cockpit de assento duplo.
• Karem AR40 – Projeto de helicóptero composto com rotor ativo, alado, com um rotor principal rígido de três pás e um rotor de cauda giratório; cockpit lado a lado.
• Projeto de helicóptero coaxial composto AVX / L3 (CCH) – Helicóptero coaxial composto com dois fans em dutos para frente e para trás e asas para proporcionar sustentação no voo horizontal; cockpit lado a lado.

Anúncios

1 COMENTÁRIO

  1. Escolheram um com risco baixo e um que já está voando. As lições aprendidas com o Comanche devem ter pesado. Achava a proposta da Boeing bem interessante. Não acho que o Bell possa acompanhar, escoltar os helicópteros de transporte futuros, principalmente se o escolhido for o V280, que também é Bell !