FAB conseguiu comprador para seus antigos Mirage 2000.

A Força Aérea Brasileira (FAB) deve receber em 2021 o primeiro dos seus 36 novos caças Gripen E/F, com o primeiro jato devendo voar em agosto na Suécia. E agora parece que a FAB conseguiu vender seus antigos caças Mirage 2000 que foram retirados de operação em 2013 já que surgiu um comprador interessado.

O lote composto por 9 exemplares monoplace F-2000C e 2 biplaces F-2000B foi colocado a venda em 2016, mas até então nenhum interessado havia surgido. O mais recente anúncio de venda ocorreu no final de 2018, com um valor do lote (sem condições de voo) em cerca de US$ 500 mil. As aeronaves estavam em operação no Brasil desde 2006, compradas da Força Aérea Francesa, e completaram mais de 10 mil horas de voo.

Os F-2000 da FAB foram retirados em 2013.

Dois F-2000s, o F-2000B “4932” e o F-2000C “4949” estão armazenados atualmente no Ala 1 em Brasília. Os outros nove F-2000, o F-2000B “4933” e os F-2000Cs, “4940” a “4947”, estão armazenados na Ala 2 na antiga Base Aérea Anápolis.

Os preços unitários são variados, indo de US$ 7.300 para o F-2000C “4944” até quase US$ 63 mil para o F-2000B “4933”.

A apresentação de propostas foi adiada várias vezes e a mais recente ocorreu no dia 9 de abril (conforme imagem acima). Nesta última tentativa surgiram duas ofertas de quase do mesmo valor, cerca de US$ 452 mil. O documento que detalha o preço e a condição de cada aeronave pode ser lido aqui.

Segundo o site Intelligence Online, “a Força Aérea Brasileira acaba de vender sua frota de jatos Mirage 2000 para uma empresa francesa que utilizará os jatos nos Emirados Árabes Unidos, buscando se posicionar no lucrativo mercado de esquadrões agressores com as Forças Armadas da região”.

A empresa compradora é a Procor (cujo nome aparece no documento acima), com sede perto de Paris, que teria comprado o lote. A Procor é uma empresa comercial no campo da aeronáutica militar e defesa.

Anúncios