1Ação aconteceu durante exercício de Busca e Salvamento em Combate.

Pela primeira vez, a Força Aérea Brasileira realizou um exercício de Busca e Salvamento em Combate (CSAR) com o uso de óculos de visão noturna (NVG). O treinamento aconteceu na noite desta segunda-feira (8/9) no interior do Mato Grosso do Sul e envolveu dois aviões A-29 Super Tucano, um helicóptero H-36 Caracal e uma Aeronave Remotamente Pilotada RQ-900 Hermes.

H-36 Caracal
H-36 Caracal

“É um longo caminho. As aeronaves precisam estar preparadas e os tripulantes precisam estar treinados”, explica o Coronel Mauro Pires Cabral da Silveira, Chefe do Estado-Maior da Segunda Força Aérea (II FAE). A missão noturna fez parte do Exercício Operacional CSAR 2014, que simula o resgate de militares em território hostil.

Durante o treinamento, o H-36 pousou e resgatou um militar que simulava estar fugindo de um inimigo. Enquanto isso, os caças A-29 Super Tucano atacavam alvos simulados. As aeronaves voaram com todas as luzes apagadas. O papel do Hermes 900 é, do alto, monitorar toda as ações com o uso da sua câmera termal.

Todos os participantes da missão, entre tripulantes das aeronaves e tropas de solo, utilizaram NVG durante a missão. “Exige mais treinamento, mas realizar essa missão à noite é muito mais difícil para o inimigo”, conta o Coronel Silveira. Nos dias anteriores, as mesmas tripulações realizaram missões semelhantes no período diurno.

O Exercício Operacional CSAR 2014 acontece até hoje (10/9). Mais de 200 militares estão diretamente envolvidos e também participam os helicópteros AH-2 Sabre, H-34 Super Puma, H-60 Black Hawk e H-1H.

3

FONTE/IMAGENS: Força Aérea Brasileira


Anúncios

17 COMENTÁRIOS

  1. e quem garante que não colocaram um filtro verde na lente da camera para da a impressão de visão noturna?

    rsrsrs

  2. É isso aí…tem que por o pessoal pra treinar e por as maquinas pra queimarem querosene!!!!

  3. Um país que oscila entre o 10º e 12º maior gasto com defesa e que não consegue ter o mínimo de retorno em armas e treinamento é porque tem coisa errada.

    Vale lembrar que esse treinamento noturno coisa de putênfia é limitado a elite da força, força essa que com certeza deve ter contratado um buffet para o jantar de comemoração dos oficiais, um feito desse não pode passar em branco.

    Quando eu servi em 2004 no EB na Cavalaria, tinhamos OVN e treinamento, eu vi 2 caixas na sala d'armas, quantos OVN tinha lá eu não sei.

  4. Muito legal ver a FAB investindo pesado em C-SAR, tanto na aquisição de meios como na instrução! O que uma Angel Thunder não faz!!!

  5. Amigos, alguém saberia dizer se existe alguma empresa brasileira que produz ou já desenvolveu algum tipo de aparato com visão noturna? E se não produz, não acham que seria de grande importância que desenvolvêssemos e produzíssemos nossos próprios equipamentos?

  6. Sobre as nossas forças armadas – o exército importou um kit de NVG "óculos de visão noturna" importou da ucrânia e estava montando em um lab no RJ. acho que apenas 300un.

    Eu fico Triste com essas noticias, eu tenho uma NVG "nv-88'" que uso acoplada na minha "COLT M-4 SCW" em jogos AIRSOFT noturno….é um equipamento funcional geração 1+….algo que a elite da elite da fab começa a usar agora….e eu e mais uma leva de meninos (com mais de 30 anos) já usamos para brincar há um bom tempo.
    Essa geração 1+ é cheia de falhas não tolera exposição á luz solar "queima" , atualmente comprei uma digital ger2+ "all aspec" que filma e fotografa e isso para o soldado brasileiro ainda é intangível…

  7. Mesmo que os soldados comecem a empregar nvg, como fica a parte de designação de alvo….afinal vão precisar de um reddot com IR ou um Laser IR, apenas o IR pode ser visto através do nvg, caso contrario, não conseguirão fazer mira.
    Será que os tem….ou estão fazendo isto para criar a doutrina????

  8. Óculos de visão noturna, mas pode ser OVNI também pois a gente sabe que existe mas dificilmente vê ahahahaha

Comments are closed.