Jato comercial Embraer E190. (Foto: Embraer)

Foi anunciado hoje, no Farnborough Airshow 2018, que a Embraer assinou uma carta de intenção com a Nordic Aviation Capital (NAC) para três aeronaves E190. O contrato tem um valor de US$ 156 milhões, com base nos preços de lista da Embraer. A encomenda será incluída na carteira de pedidos da Embraer assim que se tornar firme.

Essas novas aeronaves vão se juntar aos outros 134 E-Jets que atualmente pertencem à NAC.

A Embraer é líder mundial na fabricação de jatos comerciais com até 150 assentos. A companhia conta com 100 clientes em todo o mundo operando os jatos das famílias ERJ e E-Jets. Apenas para o programa de E-Jets, a Embraer registrou mais de 1.800 pedidos firmes e 1.400 entregas, redefinindo o conceito tradicional de aeronaves regionais.

3 COMENTÁRIOS

  1. Fica claro que a Bombardier não ia aguentar o sopapo sozinha.
    Queira a Airbus que a entrada nesse programa não seja uma ferida aberta de difícil cicatrização

    • Verdade antonioosjr. Pelo andar da carruagem, se espelhando nessa Feira, quem tem que se cuidar é a Airbus / Bombardier…

    • Se a Airbus não assumisse o programa CSeries ele iria inevitavelmente quebrar a Bombardier pois acho que nem mesmo o tesouro canadense e da província de Quebec daria conta de absorver os altos custos

Comments are closed.