Empresa fechou acordo para até 200 aeronaves E175 da Embraer.

A Embraer e a Republic Airways, maior operadora de E-Jets do mundo, anunciaram no Farnborough Airshow, a assinatura de uma Carta de Intenção para um acordo de venda de 100 jatos E175, com opções de conversão para o E175-E2, além de direitos de compra para 100 jatos E175 adicionais. Caso todos os direitos de compra sejam exercidos, o contrato tem um valor estimado de US$ 9,3 bilhões, com base nos atuais preços de lista, e será incluído na carteira de pedidos da Embraer assim que o contrato se tornar firme, até o final deste ano.

“Estamos satisfeitos em expandir nossa parceria com a Republic, um dos nossos maiores e mais valiosos clientes”, disse John Slattery, Presidente e CEO da Embraer Aviação Comercial. “Com um relacionamento de 20 anos, estamos imensamente honrados em continuar sendo parte integral de seu sucesso à medida que expandem sua frota com jatos E175 adicionais. A Republic é um componente importante da história da Embraer e estamos absolutamente comprometidos em fornecer um produto que atraia seus clientes enquanto fornece soluções que aumentam a lucratividade.”

“Nas últimas duas décadas, adquirimos mais de 350 jatos por meio de nossa parceria com a Embraer”, disse Bryan Bedford, Presidente e CEO da Republic. “Dessa maneira, conseguimos entregar à indústria segurança, serviço diferenciado e disponibilidade aos nossos parceiros e esse pedido permite à Republic focar no novo passo de crescimento no mercado regional norte-americano. Os E-Jets provaram ser o produto que permite à Republic oferecer uma experiência de produto confiável incomparável aos nossos clientes, ao lado dos nossos 5.500 dedicados profissionais de aviação, possibilitam a realização da visão de longo prazo de ser a companhia aérea regional preferida.”

Um Embraer E170 da Republic Airways.

A Republic Airways e a Embraer estabeleceram sua parceria em 1999, quando uma de suas ex-subsidiárias, a Chautauqua Airlines, recebeu seu primeiro ERJ 145 com a pintura característica da US Airways Express. Hoje, a Republic opera uma frota de quase 190 aeronaves E170 e E175 e oferece voos com tarifas fixas operadas sob suas marcas parceiras American Eagle, Delta Connection e United Express.

Com este novo contrato, a Embraer soma mais de 520 vendas de E175 para companhias aéreas na América do Norte desde janeiro de 2013, sendo a responsável por mais de 80% de todos os pedidos neste segmento de jatos de 70-76 lugares.

Anúncios

2 COMENTÁRIOS

  1. O E-175 da geração atual agora tem uma grande vantagem no mercado americano, ele é o mais moderno e confortável da categoria e ficou como uma das poucas opções praticas para o mercado, graças a briga com os sindicatos que dificultam a operação de jatos maiores e a falta de outra aeronave moderna com as mesmas características para atender a esta demanda bem específica… Ajuda ainda o fato da Bombardier assumir que não é viável uma atualização na linha CRJ pois os novos motores são mais econômicos mas ao mesmo tempo também são mais pesados, eles até lançaram um novo interior para estas aeronaves, a tal da cabine atmosphère, mas isto não é uma coisa trivial quando o assunto é lucro.

    Pra concluir, acho que ainda vai sair muito E-175 das linhas de montagem da Embraer.

Comments are closed.