O Black Hawk, fabricado na Polônia, e exposto em Farnborough, apresenta sua variedade possível de armas. (Foto: Lockheed Martin)
O Black Hawk, fabricado na Polônia, e exposto em Farnborough, apresenta sua variedade possível de armas. (Foto: Lockheed Martin)

logo-farnborough2016A Lockheed Martin está explorando opções para trazer sua experiência na integração de armas para apoiar os helicópteros construídos na Europa Sikorsky S-70 Black Hawk. O objetivo é produzir um kit escalável de armas para atender as exigências dos clientes que adquirirem aeronaves BLACK HAWK International diretamente da Lockheed Martin.

O helicóptero Black Hawk fabricado na Europa e em exibição no Farnborough International Airshow apresenta as armas que podem ser integradas na aeronave multimissão. Agora podemos configurar um helicóptero armado com as preferências específicas dos clientes atuais e futuros.

“A aquisição do ano passado de Sikorsky pela Lockheed Martin alargou a abertura de possibilidades para armar o helicóptero Black Hawk”, disse Bill Gostic, vice-presidente da Sikorsky Global Military Systems & Services. “A Lockheed Martin traz a experiência de integração que nos permitirá personalizar uma configuração armada – para operações defensivas ou ofensivas – de acordo com as preferências específicas dos clientes atuais e futuros do Black Hawk, e com as armas de sua escolha.”

Durante o período do Farnborough International Airshow, a Lockheed Martin está exibindo do lado de fora de seu pavilhão uma aeronave Black Hawk armada, que foi fabricada unidade PZL Mielec da Sikorsky, na Polônia, e com a seção de cabine fabricada na Aero Vodochody, na República Checa. O modelo representa os tipos de armas que a Lockheed Martin pode integrar na plataforma militar utilitária que é reconhecida por suas capacidades multifunção.

O Black Hawk com asas externas em ambos os lados da aeronave, apresenta um total de quatro estações de armas, com lançadores de uma mistura de mísseis ar-terra Hellfire e DAGR, um pod lançador de foguetes Hydra-70 para 19 foguetes, e um pod de arma FN Herstal fabricado na Bélgica. Para designar a laser os futuros sistema de armas, na frente da cockpit da aeronave está instalado o sistema de sensores INFIRNO.

Dentro da aeronave a tripulação tem a disposição uma metralhadora FN Herstal calibre 50 (12,7 milímetros) montada no chão da cabine, e na janela metralhadoras 7,62 mm miniguns. As miniguns também pode trocar para uma posição de disparo fixa para frente, operadas pelo piloto.

Dependendo da configuração escolhida de armas, a cabine poderá transportar tropas para um assalto armado, para supressão de incêndios e apoio à missão. Alternativamente, a cabine pode armazenar munição adicional para as armas e os pods de foguetes, e um sistema de tanque auxiliar interno de 200 litros de combustível para um alcance estendido e resistência.

Anúncios

4 COMENTÁRIOS

  1. Espero muito que os militares que carregam 10, 8, 6 e 4 estrelas em seus uniformes estejam lendo essa notícia.

  2. Isso é um tanque ou é um helicóptero?
    Mas não me emociono muito, porque " Black Hawk Down " .
    Quem sabe é o RPG7 e as milícias Somalis.

    Saudações Senhores!

  3. Então o correto é Calibre .50, ou Calibre 12,7. Afinal como devo chamar tal arma?

    • Pode usar a denominação americana de .50 BMG(Browning Machine Gun) ou a europeia de 12,7 x 99 mm que está correto, é a mesma munição anti material padrão NATO.
      Hoje existe munição de meia polegada para armas curtas, tanto para revolver como para pistola. https://youtu.be/dtQOL-nBc50

Comments are closed.