Aeronave A330-800neo nas cores da Uganda Airlines. (Foto: Airbus)

A Uganda Airlines, a companhia aérea nacional de Uganda, assinou um memorando de entendimento para o A330-800neo, a nova versão do avião A330 de fuselagem larga mais vendido, com novas asas, novos motores Trent 7000 da Rolls-R

oyce, novos sistemas e um novo interior da cabine AirSpace.

O acordo foi anunciado no Farnborough Air Show por Ephraim Bagenda, CEO da Uganda Airlines e Eric Schulz, diretor comercial da Airbus.

A Uganda Airlines planeja usar os A330-800neos para construir sua rede internacional de longa distância, com as aeronaves oferecendo tecnologias de ponta e operações mais eficientes. As novas aeronaves contarão com um layout de cabine de três classes, compreendendo 20 assentos na executiva, 28 na econômica Premium e 213 na econômica.

“Este acordo demonstra nossa ambição de crescimento econômico apoiado por uma indústria de aviação robusta. O A330-800neo combina baixos custos operacionais, capacidade de voo a longa distância e altos níveis de conforto. Estamos ansiosos para lançar operações e oferecer aos nossos clientes o melhor serviço da categoria”, afirmou Ephraim Bagenda, CEO da Uganda Airlines.

“Estamos muito satisfeitos em receber a Uganda Airlines entre os nossos clientes A330neo, o A330neo trará uma série de benefícios oferecendo eficiências incomparáveis ??combinadas com a cabine mais moderna. Estamos ansiosos para ver o A330-800neo voando nas cores de Uganda ”, disse Eric Schulz, diretor comercial da Airbus.

Este é o primeiro acordo para a versão A330-800neo.

11 COMENTÁRIOS

  1. Em Farnbourgh parece q a airbus esta dando de goleada na boeing

    • É a Farnborough do universo paralelo do Xings.

      Lá turco é eslavo, MIG não serve de alvo e Tupolev não cai.

      • O único problema é que a Boeing teve 80 encomenda e 480 intenções.
        E de boas intenções, o inferno está cheio,
        E ainda, se considerarmos o ano inteiro a Airbus está bem na frente ainda.
        Vai para a sexta vitória seguida.

      • Acabou de sair a lista da Fortune Global 500.
        A Boeing teve queda de receita de U$ 94,5 bi para US$ 93,3 bi e caiu do 60º para o 64º lugar na lista.
        Está para ser ultrapassada pela Dongfeng Motosr da China que tem receita de US$ 93,2 bi.
        Olho vivio

        • Xings, se o seu pai barrou sua ida na Disney quando você tinha 15 anos ele teve uma boa razão para tanto! Agora se você não superou o trauma melhor buscar terapia.

          A propósito a Sput(pe)nik tem coluna de comentários, leve para lá seu circo que terá mais plateia. Aqui não estamos interessados.

    • Estou sim ,quer dizer que a Boeing anunciou mais vendas do que a Airbus no salão ?

      • Com certeza, 8 bilhões de dólares de lucro em 2017 é impressionante.

Comments are closed.