No dia 7 de agosto de 1963 voava pela primeira vez o interceptador Lockheed YF-12A.

O interceptador, registro 60-6934, decolou de uma base aérea extremamente secreta em Groom Lake, Nevada, em seu primeiro voo. O piloto de testes da Lockheed, James D. Eastham, estava nos controles.

Três protótipos YF-12A foram construídos. Eram interceptadores Mach 3+ desenvolvidos a partir do avião de reconhecimento da CIA Lockheed A-12 “Oxcart”.

Os interceptadores estavam equipados com um sistema de controle de tiro muito eficaz da Hughes e armados com três mísseis ar-ar Hughes AIM-47 Falcon. Em 1965, a Força Aérea dos EUA fez um pedido para 93 interceptadores F-12B para o Comando de Defesa Aérea (Strategic Air Command – SAC), mas o secretário de Defesa, Robert McNamara, recusou-se a liberar os fundos que o Congresso havia apropriado. Depois de disputas políticas o contrato foi cancelado.

Nos testes, um YF-12A lançou um míssil Falcon enquanto voava a Mach 3,2 a 22.555 metros. Ele interceptou e destruiu com sucesso um drone-alvo voando a apenas 152 metros.

No dia 1.º de maio de 1965, o YF-12A (60-6936), pilotado pelo Coronel Robert L. Stephens e o Tenente Coronel David Andre, estabeleceu um recorde mundial de velocidade de 3.331,505 km/h e um recorde de altitude de 22.677 metros.

Lockheed YF-12A 60-6934
SR-71C
Clarence L. (“Kelly”) Johnson com o primeiro interceptador YF-12A, 60-6934 ao fundo

O 60-6934 foi danificado além do reparo em um acidente de pista na Base Aérea de Edwards, no dia 14 de agosto de 1966. Parte do avião foi recuperada e usada para construir o único SR-71C (64-17981), um treinador de dois lugares. O terceiro YF-12A (60-6936) foi destruído quando a tripulação ejetou durante um incêndio em voo próximo a Edwards AFB, no dia 24 de junho de 1971. O único YF-12A (60-6935) remanescente está no Museu Nacional da Força Aérea dos Estados, Wright-Patterson AFB, Ohio.


Com informações de Bryan R. Swopes 


Leia mais sobre o A-12 Oxcart clicando aqui.

Anúncios

1 COMENTÁRIO