Filipinas deve adquirir o caça Gripen fabricado pela sueca Saab.

Após um estudo minucioso e pesquisa, o Departamento de Defesa Nacional das Filipinas está mais propenso a comprar o caça supersônico Gripen de fabricação sueca para a Força Aérea Filipina (PAF).

O secretário de Defesa, Delfin Lorenzana, fez essa revelação em uma entrevista exclusiva à Agência de Notícias das Filipinas (PNA), à margem do lançamento do livro do ex-presidente Fidel V. Ramos, no Manila Hotel, no domingo.

Além de ser mais barato e ter um custo operacional menor em termos de manutenção, ele disse que o Gripen provou ser um excelente caça supersônico. O Gripen tem uma configuração de asa delta e canard e pode ser alimentado pelo motor sueco Volvo RM12. Está sendo usado por vários países na Europa.

Jatos FA-50 da Força Aérea das Filipinas.

A Força Aérea das Filipinas vem estudando por mais de uma década qual aeronave de combate a jato compraria para substituir os seus caças F-5A/B fabricados nos EUA que se aposentaram em 2005 devido à idade avançada e à falta de peças sobressalentes.

Desde que os F-5 foram retirados de serviço, a Força Aérea das Filipinas tentou adquirir caças a jato avançados, como o F-16 Fighting Falcon dos Estados Unidos, mas nenhum progresso foi feito.

Lorenzana disse que o governo dos Estados Unidos se ofereceu novamente para vender caças F-16 às Filipinas. A mais recente oferta, Lorenzana acrescentou, foi feita pelo secretário da Defesa dos EUA, James Mattis, quando o secretário filipino visitou Washington no mês passado.

Lorenzana confirmou a oferta dos EUA, mas disse que os caças supersônicos F-16 eram muito caros. Em comparação, o Gripen custa menos e tem a mesma capacidade que outros caças multi-funções, incluindo o F-16.

Caça Gripen D da Força Aérea da República Checa.

Desde que os F-5 foram retirados de serviço, a PAF não possui jatos multi propósitos em seu arsenal, embora tenha comprado da Coréia do Sul uma dúzia de jatos F-50, com capacidade mais limitada em comparação com as aeronaves Gripen, F-16 e semelhantes.

A aquisição dos caças multmissão, disse Lorenzana, é extremamente necessária para proteger o espaço aéreo do país.

Em 1995, durante a administração do presidente Fidel V. Ramos, o Congresso aprovou o programa de modernização das Forças Armadas das Filipinas, que inclui a aquisição de novos aviões, helicópteros e navios de guerra para substituir as frotas antigas.


Fonte: Philippine News Agency – Edição: Cavok

Anúncios

25 COMENTÁRIOS

  1. perante o mercado atual e a escolha mais em conta mesmo. só que a linha de montagem da SAAB que não existe ainda vai demorar pra entregar os caças para a FAP. a do brasil só em 2021 e vai até 2030

    • O texto dá a entender que é o Gripen C. A Suécia continua oferecendo o caça.

  2. Será um ótimo teste para o Gripen, naquela região as coisas andam tensas com o impeto expansionista chines.
    Vai bater de frente com SU-35, J-20..
    Pena não terem especificado a versão, embora tenha dado a entender pelo texto, se tratar da versão C/D pelo motor Volvo RM-12

    • Em que pese o Gripen não ser páreo para um avião muito maior e mais poderoso como o Su-35, a possibilidade de conflito China-Filipinas é zero. Inclusive, a China está fornecendo armas às Filipinas.
      De resto, excelente compra, tendo em vista as necessidades dos filipinos.

      • Logo se vê que você apenas entende de apologia à ditadura, à presidiário condenado por corrupção e lavagem de dinheiro e de causar tumulto! Sinto lhe dizer mas o RCS do aparelho russo é maior que o do caça sueco! E quem vê primeiro atira primeiro Xings…..

      • Não é isso que a geopolítica atual aponta. Pesquise.
        Uma dica: Comece por exemplo com as palavras, ilhas artificiais chinesas.
        Em relação ao Gripen "Não ser páreo para um avião maior etc…." Discordo totalmente novamente (eu bem como qualquer um que entenda um minimo do assunto) em aviação de caça, tamanho não é documento, fosse assim o TU-128 teria sido imbatível.

      • Porque não é páreo? o Gripen é mais ágil e tão veloz quanto. A coisa se resume a aviônica, softwares e eficiência das armas que carrega, além da habilidade dos pilotos, algo no qual os russos historicamente deixam a desejar. Tamanho não é documento Xings.

      • Filipinas tem tratado de defesa com os EUA.

        Justifica nas táticas de guerra moderna a superioridade de um caça maior sobre um menor.

      • Tratado de defesa mútua com EUA

        Qual a vantagem de um caça grande sobre um menor na guerra moderna

        Não invente, a questão é de soberania filipina. Exploração comercial é outra coisa.

        • Soberania não tem nada a ver com exploração comercial de territórios disputados ???

          • Uma coisa não resolve a outra. As Filipinas entraram com uma ação na corte de Haia e já ganharam.

      • O pessoal daqui acha que a Filipinas vai bater de frente com a China rsrsrs piada , já faz alguns anos que os Chineses tem vendido armas à Filipinas ,esta rivalidade de ilhas é mais entre Japão e China ,o resto é a mídia ocidental que vende esta discórdia …
        China tem boas relações com Tailândia ,Malásia ,Vietnam ,Filipinas etc ,inclusive tem vendido equipamentos militares a estes paises nos últimos anos…

        • Xará,
          É só dar uma olhada no mapa. Localize o mar do sul da China, depois veja aonde fica o Japão e aonde fica as Filipinas.
          Todo o mar do sul da China que a própria China reclama indevidamente para si, banha as costas das Filipinas, Vietnam, Malásia.. Muitas dessas ilhas artificiais que os chineses estão construindo ficam a milhares de Kms da China mas a poucos Kms do litoral desses países.
          Isso é fato, não tem nada a ver com discórdia mídia ocidental.

          • O mesmo expediente criminoso dos chineses de reivindicar para si todo o Mar do Sul da China também é levado a cabo pela teocracia fascista iraniana no Golfo Pérsico.

        • Nós inventamos um tratado de defesa mútua assinado e ratificado entre Eua e Filipinas.

        • Na boa mas o mundo encantado vendido pelas mídias estatais (e corruptas) de Rússia e China não convence mais ninguém fora os convertidos….

          A verdade é que existem disputas territoriais sérias envolvendo a China e Vietnã, Indonésia e Filipinas apenas para ficar em alguns. E não vou nem falar da Índia….

      • Global Times, que pertence ao PC, é Sputnik sabor de "flango"…..

        Tente de novo Xings!

  3. Os suecos aproveitam partes do Gripen A/B estocados para fabricar Gripen C/D.

  4. Sonho em algum dia ver 1 (um) Gripen armado com o fantástico RBS15 posando para fotos, iria zuar os blog sul americanos (principalmente os argies) ahahah, MAS sei que a chance de ver um RBS por aqui é mínima.

  5. Japão, Coreia do Sul, Taiwan e Filipinas são aliados dos EUA.

    Os EUA doam equipamento e treinam as forças filipinas. Os EUA usam as bases filipinas.

    Cingapura e Malásia são aliados da Inglaterra e da Austrália.

    Fazer gasoduto, estrada, ferrovia ou eventualmente comprar algo não muda isso. Em tempos de paz, países buscam fazer comércio e prosperar.

  6. O Gripen é páreo para qualquer vetor atual de origem ou inspiração russo/soviética. Desde que inserido na doutrina e metodologia para a qual foi projetado e desenvolvido.

    É necessário uma frota razoável, investimentos em infraestrutura descentralizada, capacidade de prospectar e minerar informações, peças sobressalente e munições, etc. Mas principalmente, resiliência. Há de se ter capacidade de suportar o ímpeto inicial do adversário maior, mais rico e mais populoso, de forma que este perca o impulso inicial e abandone a empreitada bélica após se dar conta dos custos econômicos e políticos.

Comments are closed.