A Força Aérea do Chile informou nesta segunda-feira o desaparecimento de um de seus aviões de transporte C-130 Hercules que seguia para uma base na Antártida.

A aeronave, do Grupo de Aviação Nº 10, decolou às 16h55 hora local (19h55 GMT) da cidade de Punta Arenas, no sul do Chile, com 38 pessoas a bordo. O controle aéreo perdeu contato com ela logo após as 18h.

“A bordo do C-130 Hercules estão 38 pessoas, das quais 17 são tripulantes da aeronave e 21 são passageiros”, afirmou a Força Aérea Chilena (FACh) em comunicado liberado as 23hs.

Um estado de alerta foi declarado após a perda da comunicação com o avião e uma equipe aérea foi despachada da região de Magallanes e Santiago e uma equipe multidisciplinar de busca e salvamento está no último local registrado.

A aeronave estava viajando para executar tarefas de apoio logístico para a manutenção das instalações chilenas na Base Aérea Antártica Presidente Eduardo Frei Montalva.

Conforme especificado pela Força Aérea Chilena, a aeronave estava realizando tarefas de apoio logístico; portanto, transferiu pessoal para revisar o oleoduto flutuante de suprimento de combustível da base antártica e para executar o tratamento anticorrosivo das instalações na área.

Anúncios

4 COMENTÁRIOS

  1. Torcendo aqui para que estejam vivos e sãos!

    Sobre a aeronave… Quando houve aquele acidente do C-130 português que se incendiou na decolagem, me lembrei do C-130 da FAB que se acidentou na Antártida e vendo uma discussão num site português cheguei a conclusão de que não adianta modernizar nem fazer nada, quando o Hércules fica velho, só um outro no lugar vale a pena e no caso português foi o KC-390 a ser escolhido… Não sei a idade deste Hércules chileno nem o que ocorreu mas um quadrimotor tão reconhecido não falha por acaso.