Os pilotos em treinamento da Força Aérea da Suíça saem da etapa com o PC-21 para o caça F/A-18 Hornet.

A Força Aérea Suíça celebrou o décimo aniversário do Sistema de Treinamento de Pilotos de Jato PC-21 (JEPAS) em 2018. A informação foi divulgada esta semana pela Pilatus, que fornece o suporte para o sistema desde o primeiro dia e é responsável pela fabricação e manutenção da aeronaves turboélices PC-21.

A Força Aérea Suíça recebeu o primeiro PC-21 da Pilatus em maio de 2008 e a Turma de Pilotos 04 – a primeira a treinar na nova aeronave – começou em julho de 2008. Até o final do ano passado, os graduados da Classe 12 completaram seu treinamento no PC-21.

A Força Aérea Suíça usa o Pilatus PC-21 para treinamento de pilotos de jato na base aérea militar de Emmen. O Pilatus PC-7 é usado na seleção de candidatos para a academia de pilotagem e para treinamento básico subsequente. Os futuros pilotos de jatos completam todo o seu treinamento de caça a jato no PC-21, transferindo-se diretamente para o F/A-18 Hornet após a qualificação no PC-21. Este revolucionário conceito de treinamento tem sido usado pela Força Aérea Suíça nos últimos dez anos.

O layout e os sistemas de display no cockpit do PC-21 são apresentados de uma maneira que espelha o que os pilotos encontrarão na última geração de jatos de combate. Isso permite que eles se familiarizem com um ambiente de cockpit de última geração desde o primeiro dia de treinamento. Sem a necessidade de aeronaves de treinamento de jato para fins de treinamento, o custo do treinamento de pilotos é muito menor. Por último, mas não menos importante, há uma redução maciça nas emissões de poluentes.

Dois outros PC-21 foram adicionados à frota existente em 2012, elevando o número total de PC-21 em uso para oito. Isso permitiu que outras áreas de instrução, como o voo noturno, por exemplo, fossem transferidas de outros sistemas para o PC-21. O sistema de treinamento da Força Aérea Suíça também inclui um sistema de treinamento em terra com um simulador e um “Sistema de Planejamento e Discussão da Missão”.

Discussões regulares são realizadas com a Força Aérea Suíça, armasuisse (Escritório Federal de Defesa), a Organização de Logística das Forças Armadas e o pessoal das Forças Armadas para administrar e atender aos requisitos da academia de pilotagem. Isso garante que o sistema de treinamento PC-21 seja mantido atualizado, a fim de fornecer treinamento de pilotos do mais alto padrão. O planejamento a longo prazo garante excelente disponibilidade de aeronaves para a academia de pilotos.

A Pilatus é responsável pela fabricação e manutenção dos PC-21, e uma equipe fica baseada em Emmen especialmente para essa finalidade. Três engenheiros de serviço de campo e um representante técnico cuidam da aeronave e acompanham a academia em missões de treinamento na Suíça e no exterior. O escopo de seu trabalho inclui manutenção programada e não programada, monitoramento de prazos, integração de modificações e gerenciamento relacionado a logística de peças de reposição. A proximidade geográfica de Pilatus em Stans facilita tempos rápidos de reação. Especialistas adicionais podem ser destacados para a equipe, conforme necessário. A equipe de atendimento ao cliente da matriz em Stans cuida de consultas técnicas, modificações e gerenciamento de configuração.

A Força Aérea Suíça celebrou o “10 Years PC-21 e EC635” na Base Aérea de Emmen no dia 26 de setembro de 2018. O EC635 é um helicóptero que também foi incorporado em 2008. Um logotipo de aniversário especial foi criado para o evento e aplicado a ambos lados da barbatana caudal de um PC-21. O General de Divisão Bernhard Müller, Chefe da Força Aérea, cumprimentou os convidados, notando a presença de graduados do SPHAIR e futuros pilotos de jatos com prazer.

O coronel Markus Thöni, chefe da Academia de Pilotos 85, disse algumas palavras sobre o lançamento e o uso subseqüente do PC-21 com a Força Aérea Suíça. “Podemos nos orgulhar de nossa aeronave de treinamento vermelha e da maneira como a usamos para treinar nossos futuros pilotos de caça e trazê-los do zero para o F/A-18”, observou ele.

O conceito de treinamento tem provado seu valor repetidas vezes, com numerosos pilotos militares sendo treinados nos últimos dez anos.

Anúncios

SEM COMENTÁRIOS