Um caça F-35A Lightning II decola da Base Aérea de Eglin. (Foto: U.S. Air Force)

O treinamento de vôo nos caças Lockheed Martin F-35 Joint Strike Fighter (JSF) continua acelerando na 33ª Ala de Caça da Força Aérea dos EUA na Base Aérea de Eglin, Florida.

“Durante a nossa primeira semana de voo em março, nós tivemos dois vôos programados. Em seguida, na quarta semana de maio, havia doze missões programadas e 11 voadas. Agora em agosto, estamos planejando um padrão de dezesseis saídas nos caças F-35A por semana”, disse o Tenente-Coronel Lee Kloos, comandante do 58° Esquadrão de Caça da ala. “Em setembro iremos atingir a marca de vinte surtidas por semana, conforme planejado como nosso padrão.”

Dois caças F-35A se preparam para decolar na Base Aérea de Eglin. (Foto: U.S. Air Force)

Embora o F-35 ainda esteja na sua fase inicial, os pilotos e mantenedores da Base Aérea de Eglin, lar da 33ª Ala de Caça na Flórida, têm mostrado que a aeronave pode voar múltiplas missões no mesmo dia. Os pilotos da base também estão rotineiramente voando missões com duas aeronaves, disse Kloos.

Parte da razão da ala ser capaz de aumentar rapidamente suas operações é por causa de um crescente número de aeronaves disponíveis. Existem atualmente nove F-35As e nove F-35Bs dos EUA, e um F-35B do Reino Unido estacionados com a 33ª Ala de Caça. Mas a unidade também rapidamente começou a qualificar mais pilotos instrutores. Até o momento foram realizadas 110 horas de voo em aeronaves F-35A e 80 em jatos F-35B.

“O progresso pode ser demonstrado de duas formas, a quantidade cada vez maior de aeronaves que temos na linha de vôo na 33ª Ala de Caça e o ritmo aumentado de operações nos nossos vôos”, disse o Coronel do Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA Arthur Tomassetti, vice-comandante da 33ª Ala de Caça. “Até esta semana nós já voamos cerca de 160 missões entre os modelos A e B. Em segundo lugar, estamos recebendo mais pilotos qualificados para voar as variantes F-35A e B. O VMFAT-501 do Corpo de Fuzileiros Navais tem cinco pilotos que voam com o F-35B, e o esquadrão tem mais dois pilotos em processo de qualificação”.

O Coronel Andrew Toth, Comandante da 33ª Ala de Caça, a bordo de um caça F-35A na Base Aérea de Eglin. (Foto: U.S. Air Force)

Enquanto isso, a USAF tem atualmente três pilotos instrutores qualificados no F-35A, com mais dois em formação. Um dos dois que em breve serão instrutores é o Comandante da 33ª Ala de Caça, Coronel Andrew Toth.

O Coronel Andrew Toth disse: “O HMD [display montado no capacete] funcionou bem e tem sido uma grande referência para aproximações e pousos, com o vetor de velocidade preciso e o avião tocando a pista suavemente. Não há ninguém olhando por cima do seu ombro no banco de trás, porque não há um banco traseiro pela primeira vez quando você pousa num treinamento. Dito isto, o avião dá uma imagem ampliada de visão e também é fácil de pousar – quase não percebi que havia pousado no meu primeiro toque e arremetida. Além disso, quando damos potência no motor, o tempo de resposta do Pratt and Whitney F135 foi imediato e perto de 40.000 libras de impulso, evidentemente proporcionando uma pressão leve no banco durante todo o surtida.”

Mas o F-35 também está em lenta maturação, disse Tomassetti.

O primeiro voo do Coronel Andrew Toth, no dia 8 de agosto. (Foto: U.S. Air Force)

“Nós também estamos passando por nossos primeiros upgrades de software a partir do bloco 1A para o bloco 1B nas variantes A e B, o que traz mais recursos e nos aproxima da plena quinta geração F-35”, diz ele. “Um exemplo notável é o recurso de reconhecimento de voz que será ativado para que não haja necessidade de alternar manualmente entre os canais de rádio ao falar através da máscara.”

Mais atualizações estão vindo no software Bloco 2A, que incorpora as armas simuladas e a integração de sensores muito maior, permitindo que os pilotos na 33ª Ala de Caça possam começar o treinamento realista para missões de combate.

Fonte: Flightglobal – Tradução e Adaptação do Texto: Cavok

Anúncios

13 COMENTÁRIOS

  1. Paulatinamente o F-35 vai vencendo os críticos e aumentando as suas capacidades….

    • Já pensou o dia que o Chile tiver participando de uma cruzex? Os Franceses de Silent Rafale F10, o Chilenos de F-35 e nós de F-5 Bloco XXXBR… 🙂 abraço Incansável Amigo!

      • Pois é né amigo Gaudério! desde já e até esse dia o grande hit da FAB vai ser aquela grudenta musiquinha do Alphaville, não sei se o amigo lembra, a ser dedicada aos Bicudos: "Forever Young"…rs!

        Abração Broe!

          • Verdade…e ainda tinha aquelas camisas brancas de estampa berrante….rs

  2. Enquanto o Futuro chega para alguns…outros embarcam num DeLoren, ou melhor, num Forevis-5 dotado de um "capacitor de fluxo" e Back To The Future… 🙁

  3. O f35 ja e´ uma realidade, ja perdeu a graça,ta dificil imaginar uma piadinha sobre ele agora, isto e´otimo para os xonados da aviaçao e pessimo para os alvos naturais destes caças !

  4. Ai eu pergunto..

    Cadê o peito do CA de cair de boca e dar nomes aos bois ?

    A desculpa do respeito a hierarquia não cola mais..

    Abre o jogo, nem que seja todo mundo exonerado..

    Vem um novo CA, da mais um ano..

    Não muda nada..

    Faz a mesma coisa e assim sucessivamente.

    Até só ter cabo rs

    Para quem jura defender o país com o "supremo sacrifício", sacrificar uma carreira é café pequeno..

    Isto vale para todas as três FFAA.

    Existe uma missão constitucional a ser cumprida e do jeito que está este cumprimento está seriamente comprometido.

    Os advogados aqui presentes podem nos responder:

    Qual o crime mais grave, revelar a verdade quebrando a hierarquia ou manter uma situação que impede o cumprimento da missão constitucional das forças ?

    Ai quando vem na TV vemos o contrário..

    Bobagens do tipo..

    "Sim, temos plenas condições de realizarmos a nossa missão em qualquer situação, contra qualquer adversário"

    Ou quando a imprensa pega no flagra algo que não funciona vem sempre a desculpa padrão:

    "estamos esperando o desenvolvimento de um similar nacional, que propiciará a independência tecnológica da nação e a soberania nacional e bla bla bla bla bla bla"…

    Ou seja…

    Se demorar 100 anos, vai ficar 100 anos sem funcionar até o similar nacional estar pronto.

    Por isto que eu gosto da PF, tirando este lance da compra do UAV que está muito mal-explicada sempre pauta as suas compras no que existe de melhor no mercado sem se preocupar com ufanismo barato, com END e outras frescurites..

    O pessoal deles está em campo, está em combate diariamente e precisa de equipamento de ponta.

    Não adianta vir os Gilberto Rezende da vida, dizer que antes do (des)Governo do PT também era assim…

    Esta turma já está no poder há 10 anos e a situação só piora.

    • Sim, podemos concordar com vários pontos deste teu post, quase todos na verdade, agora onde "vcs" pecam? ao usar os equipamentos franceses e russos como bode expiatório! pergunte ao editor, que "trocou" com um experiente piloto de heli Chileno, sobre sua experiência em operar BH e SP… descobrirás que "vcs" ampliam demais os defeitos do francês e enaltecem os do BH, o homem foi enfático, "não volto mais para o BH"!… e sobre os Sabres!? eu tenho informação da "caserna", vinda de amigo ex-fabiano, final do ano passado, que tem colega no operacional do esquadrão:… "o problema não é o equipamento, bem longe disso!"
      não entro no mérito se estaríamos bem servido com este ou aquele, sobre os helis, e se o GF tem "esquema" com algum fabricante (lembrando que não existe cordeiro neste mundo das armas)… falo apenas do equipamento… não há necessidade alguma em cometer tais exageros para pautar um ponto de vista!… os BH não precisam de "defesa" deste tipo!

      • Eu falei algo sobre equipamento ?!?!

        Para ser sincero se tem coisa que eu não confio mais é em opinião de aviador e ainda mais de militar.

        Vou explicar o porque e isto eu tenho convivido muito com o pessoal civil.

        Tem muito piloto de Esquilo e Jet Ranger que acha que voa Apache/Mi-26/S-92 e é extremamente irritante. Diga-se de passagem a esmagadora maioria dos acidentes são causadas por isto.

        Como eu venho de outra profissão que exige uma visão mais analítica, eu não consigo me contaminar com fantasia ou inflar o meu ego.

        O aviador por uma questão de ego e necessidade de confiar na máquina em que ele arrisca a sua vida tende a ter uma visão um tanto quanto "otimista" do aparelho que ele voa.

        Militar ainda e brasileiro eu confio ainda menos justamente pelo baixo nro de horas que ele voa e pelo baixíssimo nro de tipos que voou.

        Voou o Esquilo/Jet na escola e quando não o mesmo na vida operacional, vai voar o mesmo tipo praticamente o resto da vida operacional.

        Ainda tem o problema da hierarquia, que tem que falar aquilo que mandam.

        Ou seja…

        Para quem sai do Esquilo civil camuflado e vai para o Hind..

        É sair do ultraleve para a Enterprise..

        Não há dúvida.

        Com relação ao SP, a maior prova de que é uma nave inferior é esta eterna comparação com o BH que vocês fazem…

        No livrinho da internet, são naves de categorias distintas, é praticamente o BHx2, mas na prática voam praticamente as mesmas missões.

        A única nave americana que vocês podem comparar com o SP, na "folhinha" é o S-92, mas ai é covardia são décadas de diferença de projeto.

        • Falar, agora, propriamente não falou, mas deixou nas entre-linhas… mas e o histórico? rsrsrs

          também acho que muitos militares estão inflados… mas tem muito civil na mesma…

          e "vcs" necas, pois eu nunca falei que o SP é superior ao BH quando estão dentro de seus limites de carga/peso/alcance… por mim a FAB, Marinha e o EB estariam só com o BH/SH, sem problema algum… o problema é que tu, entre outros, exagera demais em destratar o heli francês…
          e o piloto, do qual falo, é chileno, não é "BOLIVARIANO", petista ou seja lá o que for, é um piloto de uma força/país que já vem se alinhando com os USA faz tempo…

          mas obrigado por comentar de forma menos rude, o "povo" do blog agradece, sabemos que se vc quiser pode contribuir para um debate bacana!

  5. F35 = Demais pra nóissss….!!!
    F/A 18 E/F = Demais pra nóissss….!!!
    F16 = Demais pra nóissss….!!!
    Rafale = Demais pra nóissss….!!!
    Gripen = Demais pra nóissss….!!!
    F15 = Demais pra nóissss….!!!
    SU 27,30,35 = Demais pra nóissss….!!!
    PAK-FA T-50 = Demais pra nóissss….!!!
    MIG 29,35 = Demais pra nóissss….!!!
    J10 = Demais pra nóissss….!!!
    J11 = Demais pra nóissss….!!!
    J20 = Demais pra nóissss….!!!
    Typhoon = Demais pra nóissss….!!!

    F5 = Bom dimais pra nóisssss….!!!!!
    A4 = Bom dimais pra nóisssss….!!!!!
    A1 = Bom dimais pra nóisssss….!!!!!
    Novela, futebol, carnaval = Paraíso, pra que maisss….!!!!

  6. Já vi alguns dos mais belos aviões em voo (Rafale, Eurofighter, F-117, B-1) agora este será especial.

Comments are closed.