A Força Aérea dos EUA pretende atualizar todos seus caças F-16, mas vai continuar investindo na capacidade operacional dos F-22 Raptor. (Foto: U.S. Air Force)
A Força Aérea dos EUA pretende atualizar todos seus caças F-16, mas vai continuar investindo na capacidade operacional dos F-22 Raptor. (Foto: U.S. Air Force)

A Força Aérea pretende atualizar todos os seus 1.018 caças F-16 e 175 F-15C/D Eagles para mantê-los voando até que o F-35A Joint Strike Fighter esteja totalmente operacional e os novos sistemas de armas do F-22 Raptor estejam instalados, de acordo com o pedido de orçamento para 2014 lançado no dia 10 de abril. No pedido de orçamento fiscal de 2014, a Força Aérea dos Estados Unidos pede a extensão da vida de serviço para todos os caças F-16 adicionando de oito a 10 anos para cada célula, juntamente com as atualizações para os radares do caça, displays no cockpit e outras interfaces de comunicação.

Enquanto os F-16 estão sendo atualizados, o serviço está solicitando financiamento para adquirir mais 19 caças F-35As no ano fiscal de 2014 adicionais aos 11 que já foram entregues. Este financiamento faz parte de um pedido de US$ 15,7 bilhões para a capacidade de “ataque de precisão global”, que também inclui atualizações para as frotas de caças bombardeiros F-15E, bombardeiros B-1B Lancer, bombas e o desenvolvimento contínuo do bombardeiro de ataque de longo alcance da próxima geração.

A USAF pretende adquirir mais um lote de 19 caças F-35A no orçamento de 2014. (Foto: U.S. Air Force)
A USAF pretende adquirir mais um lote de 19 caças F-35A no orçamento de 2014. (Foto: U.S. Air Force)

O major-general Ed Bolton, o vice-secretário assistente da Força Aérea para o orçamento, disse que as compras planejadas dos F-35As não levam em conta os cortes orçamentais obrigatórios conhecido como sequestro, o que forçaria o serviço a cortar aquisições planejadas do jato.

“Nós ainda estamos trabalhando nos detalhes sobre como exatamente as reduções serão, mas poderá ser da ordem de três a cinco aeronaves … e assim esta atrasaria um recurso importante que precisamos se formos para uma área com ambiente de anti-acesso”, disse Bolton.

A Força Aérea dos EUA precisa de 249 legados F-15 C/Ds para continuar o papel de superioridade aérea, e está solicitando financiamento para continuar nas extensões de apoio de vida para manter os Eagles voando até 2030. Como parte do pedido US$ 8,6 bilhões para superioridade aérea, o serviço está planejando atualizar os radares e displays nos 175 F-15C/D “Long Term Eagle Fleet”, de acordo com os documentos do orçamento.

A maior parte do pedido está focado nas atualizações do F-22 tanto para frota de formação como de combate. Os aviões de combate estão definidos para receber um upgrade para uma configuração Block 30/35, que irá incluir avançados modos radar ar-terra e de ataque eletrônico para o Raptor.

A Força Aérea dos EUA aposta na supremacia aérea com os caças F-15 e F-22. (Foto: U.S. Air Force)
A Força Aérea dos EUA aposta na supremacia aérea com os caças F-15 e F-22. (Foto: U.S. Air Force)

O serviço vai mudar o sistema de manutenção de depósito para os Raptors, agora que todos os 187 já foram entregues, juntamente com um novo programa para avaliar continuamente a frota de F-22. O programa, chamado de Programa de Maturação da Confiabilidade e Manutenção, é projetado para evitar situações como a de 2011 que manteve a frota fora de voo por cinco meses causado pelo mau funcionamento do sistema de suporte a vida do jato e continuou os esforços de controle de corrosão em revestimentos stealth do Raptor.

Enquanto essas correções e mudanças estão em andamento, a Força Aérea dos EUA continuará os testes e desenvolvimentos de novos sistemas de armas e maneiras de integrá-los no Raptor, incluindo o míssil AIM-9X. O míssil permite que um piloto possa travar um alvo após disparar, com o objetivo de diminuir o tempo necessário desde a identificação até o disparo. O serviço também está investindo no desenvolvimento do míssil AIM-120D – a próxima geração do míssil ar-ar de médio alcance, com maior alcance e capacidade maior de radar.

A definição das bases do F-22 está prevista para ser concluída após o atraso da mudança de um esquadrão de combate da Base Aérea de Holloman, Novo México, para Base Aérea de Tyndall, na Flórida. A mudança foi planejada no ano fiscal de 2013, mas foi colocada em espera, e então finalmente adiada um ano, depois que o Congresso colocou um congelamento completo sobre as mudanças na estrutura da força.

Fonte: Air Force Times – Tradução: Cavok

Enhanced by Zemanta
Anúncios

34 COMENTÁRIOS

  1. Como disse a alguns anos, os 4G sarão o cavalo de batalha complementados por alguns 5G, seja por falta de inimigos a altura ou seja pelos custos.

  2. Pena que a USAF não usa mais a nomeclatura para diferenciar aviões com mais de dez anos em serviço…caso ainda mantive-se tal, apenas um punhado de aviões não ostentaria a letra "O" antes do código de cauda…

    • Não sabia que existia essa nomenclatura nos códigos de cauda. Mas na atual situação de cortes no orçamento eles devem estar economizando até na tinta (afinal seria muitos “O”s para pintar).

      • Sendo assim, com orçamento que a FAB tem, qualquer um dos finalistas do FX-2 tem que vir sem pintura, na "lata", já que é mais caro manter qualquer um deles em relação ao inventário atual.
        kkkkkkkkkkkkkkkk

    • Anteriormente, boa parte dos caças da USAF ao completarem 10 anos recebiam o "o" e eram repassados a Guarda Nacional. Não sei mais como é a organização dos esq da USAF e da Guarda Nacional. Mas vale observar que a Guarda Nacional dos EUA é a Segunda Força Aérera Mais poderosa do mundo!!! So ficando atras da própria USAF

      • Pois é, e ainda tem a Reserva da Força Aérea…mas essa guarda nacional é i nteressante. O cara passa a semana trabalhando num escritório e no final de semana vai para os comandos de um F-16, F-15 ou F-22!!!!

        • Caro GIORDANI, e olha que a ANG, não muitas décadas atrás, usava os F-106, A-7, F-15A, F-16A e outros, dos mais caquéticos…

  3. eu não sei se os americanos provocam seus adversarios para que esses reajam e assim o lobby da industria de armas consiga a justificativa para gastar mais com armas ou se os inimigos dos americanos fazem isso apenas para desorganizar o orçamento americano fazendo ele gastar com armas que não irá usar!!!

    • MJBlaya,

      Eles tem porque precisam! A estratégia de dissuasão americana se baseia na grande capacidade que tem de projetar poder convencional pelo globo. Porta-aviões e uma USAF grande o bastante para poder se mobilizar contra mais de um inimigo se necessário é essencial para eles manterem seus interesses. Aprenderam isso ao longo das guerras que lutaram no século XX e até aqui tem funcionado… Ademais russos e chineses buscam o mesmo, com o aumento progressivo de seus orçamentos e de suas capacidades…

  4. Falei… eu disse, eu disse…

    " O Wagner é que é um comunista fanatico seguidor do Pol Pot !!"

    Eu avisei que ia acontecer isso…

  5. É …. a vida não está fácil para eles. Por outro lado isso significa que vai faltar F-16 usados no mercado de usados. Mas para quem já os tem, é MLU garantido. 🙂

    []'s

    • Sr. Nick, entendo perfeitamente o que você quis dizer com 'a vida não está fácil para eles'…. mas preciso dizer que, a dificuldade deles seria, até arrisco dizer, nossa utopia…. pelo menos 'um terço' desta 'dificuldade' já seria muito bom por estas bandas….

    • Nick_Fry,

      Pode crer… E quem comprou novo, pode ter a certeza de que terá caça para até 2035, pelo menos! E quem comprou usado, vai ter um caça de custo aceitável por um bom tempo…

  6. 1.018 caças! Não tem como não ficar impressionado com uma quantia dessas…

  7. 1018 F-16 modernizados sera uma força de combate muito boa!
    Por outro lado….o Brasil perde boa chance de comprar um bom caça.
    Fico ai aqui a pensar….se é bom para os EUA esses f-16 modernizados, pq não para o Brasil????

    • Tmbém me questiono o porque do Brasil querer "reinventar a roda". Por que não comprarmos F-16 novos de fábrica e buscarmos unidades MLU no mercado internacional para termos uma Força Aérea com algum valor militar??

      É difícil de entender.

    • Porque o Chile tem igual e não usamos reabastecimento por BOOM.

      F-16 é caça LOW, ter 249 F-15 C/D isso é força de verdade.

      O Brasil não está atrás de compra BOA de ocasião e sim quer um caça de verdade HIGH e que ofereça transferência de tecnologia.

      • giltiger,

        O F-16 block 50/52 pode ser adaptado com uma sonda para o "prope and drogue"…

        ttp://www.defence.pk/forums/military-forum/68039-f-16-gets-drogue-probe.html
        ttp://www.dailyairforce.com/article.php?id=348
        ttp://theasiandefence.blogspot.com.br/2010/07/images-of-f-16s-drogue-probe-style-air.html

        Sobre a ideia do Chile ter F-16, isso somente teria alguma influência se o Chile fosse uma ameaça real ao Brasil, coisa que nunca foi e não o será no futuro previsível. O Chile é uma democracia firme, sólida e verdadeiramente pacífica. Adiciona-se o fato de que o país não faz fronteira com o Brasil e se descobrirá que o Chile seria o menor dos problemas no continente… Se for seguir o seu raciocínio, então o Brasil não deveria ter nenhum equipamento russo, porque a Venezuela já possui e também seria um potencial adversário…

      • Basta comprar os sistemas de Flying Boom e adaptar aos reasbastecedores que virão. O F-16 pode até ser low na USAF mas é o aparelho Hight em muitas forças aéreas de respeito, inclusive aqui em Banânia…mas eu sempre esqueço nada é bom demais para Banânia, apenas vetores caros por causa da "Transferênfia di tequinúlugia"

  8. Cansei de defender a idéia de dar vida llonga aos quarta geração.

    HOJE A USAF TEVE A MESMA IDÉIA.

    Fui taxado de tudo : comunista, chavista, pol potista, stalinista, seguidor de Kim il Sung, anti-vaderiano…

    Todos sabemos quem espalhou na internet a idéia de que o F 35 era um avião perfeito e Divino. Esse cara me escrachava no outro blog.

    AGORA O F 35 ESTÁ ATRASADO E OS F 16 GANHARÃO VIDA NOVA, TAL COMO EU SEMPRE DISSE QUE DEVERIA SER.

    Como disse o Imperador (SW) : Tudo está correndo exatamente conforme eu previ… hiá hiá há há !!

    ( cruel, não ??) 🙂

    • Como é a vida de troll?

      Mas me diga como foi, conta sobre seus problemas no outro blog, sobre a paixão platônica que nutre por esse vader, desabafa!! Vai que assim vc melhora seu comportamento.

      • Meu comportamento não está sob seu jugo ou análise, ou necessidade de sua aprovação, meu caro.

        eu citava um fato pertinente, ja que a reportagem fala bem aquilo que eu defendia para a Usaf.

        Quanto ao adjetivo troll, sugiro que vc guarde seus apelidos para vc mesmo, ok ??

        • sugiro que vc engula suas sugestões e se limite à sua insignificância de troll, ok?

          Ahhh, e dê um beijo em seu amado vader.

      • vc tem câmeras? então espalhe pela casa, grava, assiste, e poderá ver como é! rsrsrsrs
        pois quem diz que não conhece o Vader… rsrsrs

  9. olha ai o Brasil dando exemplo para o mundo!!! depois de turbinar sucata jordaniana dando uma mão de tinta e trocando uns reloginhos analogicos por digitais da aqui da 25 de março, eis que os americanos estão nos copiando com suas velharias de quase 10 anos de uso!!!

    e o Brasil potencia!!!!!

  10. E a Usaf segue seu coerente plano de revitalizar seus 4Gs e puxar o freio em seus 5Gs…
    Nada mais lógico num cenário onde os 5Gs são meros demonstradores de tecnologia…

  11. so um detalhe off topic

    cade os elogios ao " exército de libertação checheno e seus guerreiros" agora ??

    • Caro Wagner_FSB, esses dois elementos, não citados nominalmente por ti, são canalhas ingratos. Um tinha uma bolsa de estudos integral, coisa que muitos latinos produtivos não conseguem nos EUA.

      É interessante: tal tipo de lixo vai viver num país estrangeiro, com suas crenças deturpadas, não se adapta e, num estalo, resolve matar pessoas desarmadas, como se isso tivesse algum efeito revolucionário…

      Nessa, eu torço para que a Swat, o FBI, a NSA e todos os outros envolvidos, fortemente armados, entrem logo na casa onde o marginal sobrevivente está covardemente homiziado…

      • Foi impressionante a eficiência das forças de segurança dos USA nessa atuação. Pegaram um unico cara numa cidade enorme.

        Em compensação no Rio forças em região menor deixaram os traficantes fugirem, sendo filmados ainda…

        Só quero ver agora as porras de ONGs xingarem o Putin de novo… não adoravam tanto os " guerreiros da liberdade" chechenos ???

        Eis aí como são os " libertadores" chechenos…

  12. É isso ou então ver a USAF encolher e se tornar apenas uma sombra da grandiosa força aérea que ela foi nas décadas de 70,80 e 90.

Comments are closed.