A segunda aeronave C-130J Super Hercules da Força Aérea Francesa, no momento que chegava na Base Aérea 123 de Orléans-Bricy. (Foto: Adj Eric Dubois)

Vindo diretamente da fábrica da Lockeed Martin em Marietta, nos Estados Unidos, o 2º avião de transporte C-130J Super Hercules da Força Aérea Francesa (Armée de L’Air) pousou na Base Aérea 123 de Orléans-Bricy na quinta-feira, 7 de junho de 2018, pouco depois das 17h. O “61-PP” é, como o seu antecessor, uma aeronave tática de fuselagem longa e sem capacidade de reabastecimento em voo.

Ele chega ao esquadrão de transporte 2/61 “Franche-Comté” poucos dias após a declaração da capacidade operacional logística (PCO) inicial da aeronave que abre o campo para o seu uso operacional.

Projetado para realizar muitas missões e operações na França, o C-130J foi projetado para fornecer missões de proteção, intervenção e apoio logístico. O C-130J Super Hercules é uma versão profundamente reformulada do C-130H.

A Força Aérea Francesa precisava de um avião de transporte aéreo tático mediano entre o CASA C235 e o Atlas A400M. O C-130J tem uma capacidade de transporte mediana mais alta que o C-130H (13 a 15 t), que fica entre o A400M Atlas (37 t) e a Casa (5 t). A complementaridade dos vetores (alongamento e custo de exploração) e suas capacidades de transporte (carga oferecida e dimensões) possibilitam otimizar seu uso, o gerenciamento das frotas e adaptar a aeronave às necessidades das forças.

“A chegada do C-130J oferece à Força Aérea Francesa novas capacidades operacionais”, disse o tenente-coronel Stéphane Séry, comandando o esquadrão de transporte 2/61 “Franche-Comté”, no dia seguinte à chegada da primeira unidade da aeronave destinada à Força Aérea Francesa. Um dos maiores recursos do C-130J sobre o C-130H é a visualização geral do ambiente de missão que ele oferece à tripulação”.

O primeiro C-130J foi recebido no dia 22 de dezembro e foi formalmente recebido pela ministra das Forças Armadas, Florence Parly, em janeiro, em uma cerimônia com o alto escalão militar francês. O primeiro C-130J voou no dia 21 de maio para apoiar a base aérea francesa na Jordânia.

Outros dois C-130Js deverão ser entregues no próximo ano, entregando às forças francesas uma capacidade há muito procurada para o reabastecimento aéreo de helicópteros.

Anúncios

SEM COMENTÁRIOS