A Índia deve fechar um acordo para compra de 83 jatos LCA Tejas Mk1.

A Força Aérea Indiana (IAF) poderá fechar o acordo com 83 aeronaves de combate leve (LCA) Tejas até o final do atual ano fiscal.

“O contrato para o 83 jatos LCA Mark-1A será assinado neste ano financeiro”, disse um funcionário sênior da IAF, segundo o jornal The Hindu no domingo.

Segundo o funcionário, a IAF está atualmente recebendo os últimos quatro jatos Tejas na Configuração Operacional Inicial (COI). A expectativa é de receber de 5 a 6 LCAs na Configuração Operacional Final (FOC), também até março de 2020.

“A produção da variante FOC havia começado e surgiram alguns problemas, inclusive no software, que precisavam ser estabilizados. Pelo menos quatro aeronaves FOC serão entregues em março do próximo ano”, disse uma fonte da fabricante Hindustan Aeronautics Limited (HAL).

A HAL está montando outra linha de montagem em colaboração com a indústria privada para aumentar a produção do LCA das atuais oito para 16.

De acordo com relatórios anteriores, a IAF e o Ministério da Defesa indiano estavam negociando com a empresa a redução do custo de cada unidade de US$ 62,5 milhões para algo em torno de US$ 38,2 milhões. O contrato para 83 LCAs que levará o preço de cada caça para US$ 38,2 milhões será de cerca de US$ 3,17 bilhões.

O desenvolvimento do LCA Mark-2 também foi acelerado. “O LCA Mark-2 é muito importante. É uma mudança entre o LCA Mark-1A e o Avião de Combate Médio Avançado (AMCA), que é o nosso avião de caça de quinta geração nacional (FGFA)”, disse a fonte da IAF.

O AMCA, sendo projetado e desenvolvido pela Agência de Desenvolvimento Aeronáutico (ADA) com o apoio da IAF, será inicialmente alimentada por dois motores GE-414. Espera-se que realize o primeiro voo em 2032.

Anúncios

4 COMENTÁRIOS

  1. Senhores! Penso que pelo menos 1/3 cairá antes dos cinco anos de operação.

    CM

    • Duvido muito. A Índia está 30 anos a frente do Brasil em matéria de tecnologia aerospacial militar. O Tejas Mark 2 será equivalente ao Gripen NG, com o mesmo motor e com radar AESA.

Comments are closed.