Primeiro Mi-38T entregue para a Força Aérea da Rússia. (Foto: Vladimir Chesnokov)

O Ministério da Defesa da Rússia aceitou seu primeiro helicóptero Mil Mi-38T, de acordo com o gerente geral da Russian Helicopters Andrei Boginsky.

“A Kazan Helicopter Factory (KVZ) montou dois exemplares do Mi-38T para envio à Força Aeroespacial Russa (VKS) como parte de um primeiro pedido feito com a HeliRussia em 2017. Um um deles acabou de ser entregue ao cliente, enquanto o segundo está em preparação para expedição até o final do ano”, disse Boginsky.

De acordo com uma declaração anterior do fabricante, as máquinas destinam-se a “testes conjuntos de voo especiais para avaliar sistemas e equipamentos de bordo e verificar a conformidade com as especificações do Ministério da Defesa da Rússia.

A variante militar possui uma cabine que pode acomodar 20 soldados armados em vez de 30 passageiros. Difere da variante comercial por aviônicos de nível militar e superfícies aerodinâmicas adicionais na fuselagem traseira para melhorar a circulação de ar nas proximidades da porta da rampa. Eles deveriam ser um recurso separado da versão militar.

Embora a primeira unidade tenha sido entregue, o futuro do Mi-38 com o exército russo permanece incerto. Espera-se que a VKS possa comprar uma quantidade relativamente pequena, principalmente para transporte VVIP, busca e salvamento e transporte de carga e pessoal. O serviço também pode se comprometer a desenvolver outra versão com o mesmo sistema de propulsão, mas com equipamentos e armas especiais.

No entanto, a VKS está procurando um novo helicóptero multifuncional como base para várias versões especializadas para produção em série, que seriam consideravelmente superiores em desempenho ao Mi-8/17, que atualmente é a espinha dorsal da Aviação do Exército russa. O Mi-38T parece capaz de atender às necessidades da VKS, que também está buscando novos projetos, incluindo um helicóptero pesado de alta velocidade.

O Mi-38T é o mais recente derivado do helicóptero Mi-8/17 “Hip”. Apresenta todas as melhorias disponíveis, como controles de vôo elétricos, um cockpit com telas EFIS, um radar meteorológico, um piloto automático e um sistema de pouso automático, um sistema de navegação automático e pás feitas de material composto. O helicóptero é alimentado por dois motores turbo eixo Klimov TV7-117V.

Para o Ministério da Defesa da Rússia, agora é essencial que o Mi-38 não tenha componentes importados. De fato, a maioria dos modelos de aeronaves produzidos até hoje pela Mil e Kamov são movidos por motores da Ucrânia, como o TV3-117. Isso agora está causando problemas de suprimento para a Rússia.

Em agosto de 2012, o Mi-38 estabeleceu um novo recorde mundial de altitude com um voo que atingiu 8.600 metros na classe E-1H, ou seja, um peso de decolagem entre 10 e 20 toneladas, de acordo com os padrões da Federação Aeronáutica Internacional (FAI).

Anúncios

1 COMENTÁRIO