Caças F/A-18 Hornet da Força Aérea Suíça foram destacadas para o norte da Escócia onde realizarão um treinamento de voo noturno.

De 12 de novembro a 7 de dezembro de 2018, o pessoal da Força Aérea Suíça treinará à noite com até dez jatos F/A-18 na Base da Real Força Aérea britânica de Lossiemouth, localizada no norte da Escócia em um exercício, conhecido como SCOTNIGHT.

O exercício é considerado uma parte essencial do treinamento noturno de voo da Força Aérea Suíça que, por várias razões, só pode ser realizado irregularmente na Suíça. Um total de 40 pilotos e cem funcionários de solo divididos em dois turnos farão a viagem para a Escócia.

Os objetivos deste módulo de treinamento são o Treinamento Intensivo de Voo Noturno (Serviço Noturno de Policiamento Aéreo), bem como o aprofundamento e consolidação de táticas de combate noturno para avançados pilotos. De fato, em todo conflito moderno, especialmente no contexto atual, os compromissos imediatos são de grande importância.

Devido a várias restrições, a Força Aérea Suíca não pode atingir o nível desejado de requisitos para voos de treinamento noturno em território suíço. Essas restrições incluem o tamanho e o número de áreas de treinamento, os limites de altitude e velocidade (alguns voos de treinamento supersônico), horários de serviço de voo e número de movimentos. A intensidade do tráfego aéreo civil sobre a Suíça, bem como a alta densidade populacional e, conseqüentemente, sua exposição substancial à poluição sonora são outras razões.

No norte da Escócia, no entanto, a Força Aérea Suíça pode desfrutar de condições ideais para treinamento. De fato, a base da RAF de Lossiemouth fornece a infra-estrutura necessária para o suporte de aeronaves e serviços de voo.

As áreas alocadas para treinamento estão localizadas acima do Mar do Norte, a uma distância suficiente da costa. Portanto, é possível praticar praticamente sem restrições voos noturnos táticos, incluindo voos supersônicos.

Um acordo entre o Reino Unido e a Suíça é a base legal para o exercício SCOTNIGHT.

Os pilotos suíços se beneficiam no treinamento com a presença do equipamento da RAF de Lossiemouth e usam as instalações de treinamento e as possibilidades de desenvolver as habilidades de pilotagem com e contra os jatos Eurofighter Typhoon da RAF.

Desde setembro de 2014 a Base Aérea da RAF de Lossiemouth tem o papel principal de fornecer a tarefa de Alerta Reação Rápida (QRA) no norte do Reino Unido. A posição estratégica da Base da RAF de Lossiemouth na costa norte da Escócia faz com que seja um local ideal para manter as aeronaves e as tripulação em alerta para interceptar aeronaves não identificadas que se aproximam do espaço aéreo britânico.

1 COMENTÁRIO

  1. Um custo absurdo por nada. Seria muito mais econômico o adestramento noterritório.
    Suiça aos poucos restringindo tanto suas forças armadas, e hoje estas já tem problemas de adestramento. Para quem já esteve entre as mais capacitadas do mundo, é um choque imenso.
    Se aquele plano nazista tivesse andamento, talvez houvesse uma consciência diferente hoje. Mas sem as marcas que mancharam o restante da Europa, a crença de uma paz infinita com bem estar acima de tudo parece permear a cultura dos suiços.

Comments are closed.