O exército de Israel tem preferencia pelo CH-47 Chinook. (Imagem ilustrativa)

Israel pode favorecer o Boeing CH-47 Chinook depois que o exército do país disse que preferia o helicóptero de rotor em tandem para um requerimento emergente para helicópteros de transporte pesado.

O país está buscando substituir sua atual frota de helicópteros Sikorsky CH-53 Yas’ur a partir do final da próxima década. A Força Aérea Israelense (IAF) opera os helicópteros desde 1969.

Embora operados pela força aérea, os helicópteros são usados para transportar tropas das forças terrestres israelenses, que indicaram preferência pelo CH-47.

Israel também está considerando adquirir o muito maior CH-53K King Stallion, atualmente sendo desenvolvido para o Corpo de Fuzileiros dos EUA (USMC), para o requerimento.


FONTE: FlightGlobal

Anúncios

19 COMENTÁRIOS

  1. O helicóptero da Boeing Vertol talvez seja mais silencioso ou pelo fato de possuir rotores em tandem seja mais capacitado para para o desembarque de forças especiais. Entretanto infiltrar e exfiltrar forças especiais não será a única tarefa desse aparelho na Heyl Ha'Avir. Na força ele também executará tarefas de transporte, inclusive de cargas pesadas, e C-SAR. E nessas duas últimas tarefas o aparelho da Sikorsky é superior.

  2. Ainda acho que falta uma asa rotativa pesado na FAB, imagina o ganho operacional que teríamos, principalmente nos batalhões de selva.

    • O problema é que toda vez que se fala em helicóptero pesado para a FAB vem uma turminha nos fóruns de defesa e fica repetindo que nem papagaio "Mi-26", "Mi-26", "Mi-26"…..eu, que pessoalmente acho que deveríamos ter fechado um acordo com os russos e comprado Mi-17/Mi-38 ao invés da malfadada kombosa, já acho o aparelho russo inadequado. A meu ver a melhor escolha é o CH-47

      • Apenas questão de opinião Tireless, nada demais, assim como pra vc é melhor o CH-47 , eu e talvez os outros,não sei qual é o melhor pro EB(eles tem profissionais para ,por meio de estudos técnicos e de viabilidade $$ decidirem isso),só vejo o MI-26 como um bem capacitado helicóptero pesado que ,na minha visão, atenderia bem ao EB/FAB.

        Sds.

    • Rapaz, já pensou em uns 12 Mi-26 ?? O bicho é bruto mesmo, mas creio que serviria melhor no EB via AvEx.

    • Penso um pouco diferente. Acredito que o Brasil de helicópteros desse porte, mas não na FAB e sim no EB.

    • Na verdade creio que o EB é que precisa mais, uns 12 MI-26 pra AvEx já dariam um ganho em logística e tanto para o EB.

      • Realmente, os Mi-26 seriam caros demais. Porém acho que a melhor opção seria o CH-47, 6 talvez. Se tivesse dado o SH no FX-2, muita coisa poderia estar chegando e já ter chegado dos EUA via FMS. Isso se chama usar a cabeça, coisa que os engravatados de Brasília não fazem. No mais, concordo em que fossem adquiridos para o EB.

  3. O helicóptero da Boeing Vertol talvez seja mais silencioso ou pelo fato de possuir rotores em tandem seja mais capacitado para para o desembarque de forças especiais. Entretanto infiltrar e exfiltrar forças especiais não será a única tarefa desse aparelho na Heyl Ha'Avir. Na força ele também executará tarefas de transporte, inclusive de cargas pesadas, e C-SAR. E nessas duas últimas tarefas o aparelho da Sikorsky é superior.

  4. Tem gente que vai ficar muda depois dessa notícia. Rsrsrs

    Ou não. Rsrsrs

  5. O CH-47 é um helicoptero feito para as necessidades de um exército, não surpreende que o Exército de Israel o prefira.

  6. Mesmo nos EUA existe uma grande polêmica entre esses dois Helis, ainda mais que o custo do CH-53k não para de subir.

    Em várias situações para desembarque de tropas o Chinook é superior ao King Stallion , por um preço muito menor a unidade.

    • Várias mas não todas….

      O aparelho da Sikorsky leva mais soldados e mais carga e é superior na tarefa de C-SAR. Sem falar que pode ser usado em outras tarefas como é o caso de contraminagem.

      Ademais, se você precisar subtrair um radar em território inimigo (Operação Rooster 53) ou evacuar pessoal de uma cidade sitiada (operação frequente wind) o CH-53 é o mais adequado.

      • Você, como de costume, esquece outro fator. Custo! Pagar quase 90 milhões de dólares por unidade (flyway), nem Israel, que recebe uma imensa mesada, não quer encarar.

        O Chinook tem uma relação custo-benefício muitíssimo superior.

Comments are closed.