Girocóptero militar chinês ‘Falcon’ focado para operações especiais. (Foto: @mil.ifeng.com)

O Exército de Libertação Popular (PLA) encomendou recentemente sua aeronave de três lugares, que deverá ser implantada como veículo aéreo de patrulha ao longo da região sudoeste da China, no Tibete, principalmente na fronteira com Índia e Nepal, informou a mídia estatal chinesa.

O novo girocóptero Lieying, ‘Falcon’, está equipado com três assentos em vez de dois nos modelos anteriores e possui um motor mais potente com 135 cavalos de potência e uma lâmina de rotor de 8,8 metros. Ele carrega mais combustível do que as versões de dois lugares devido a um tanque de combustível reprojetado, de acordo com a Ordnance Industry Science Technology, disse um periódico baseado em Xi’an focado na indústria de defesa nacional.

A carga útil mais alta em comparação com o modelo de dois assentos permite que o ‘Falcon’ leve uma pessoa a mais e mais armamento, transporte feridos e realize missões como dois paraquedistas, segundo o relatório.

O ‘Falcon’ de três lugares pode transportar até 630 kg e decolar, voar e pousar a uma altitude de 4.200 metros, informou a revista. Com skis como trem de pouso, o avião pode decolar e pousar em superfícies de gelo e neve, disse o relatório, observando que também pode pousar e decolar na água quando equipado com equipamento de flutuação.

O novo Lieying ‘Falcon é adequado para operações nos platôs em regiões como a Região Autônoma do Tibete, no sudoeste da China. O Falcon pode se infiltrar em áreas hostis durante missões de reconhecimento furtivo devido à sua agilidade, tamanho pequeno e baixa emissão de ruído, disse um especialista chinês.

O Lieying, desenvolvido pela Shaanxi Bao He Defense Technology, estreou no PLA no desfile do Dia Nacional da China em 1º de outubro de 2019.

Anúncios

10 COMENTÁRIOS

  1. Uma hélice nas costas e outra sobre a cabeça. Padrão de segurança nota 1000. Tem que ter coragem pra passear num bichinho desses.

  2. Imagina isso na chuva kkkk. Olha, acredito ser algo bem perigoso voar num desses, mas a ideia é muito boa, pois resolve muitas deficiências para operação em algumas regiões. Tomara que não caia…

  3. Que coisa maluca! E até carrega míssil! Parece coisa de comédia!

  4. É aquela máxima: Para cada necessidade existe um equipamento apropriado.
    Neste caso, vai saber.. Voar no Tibet deve ter lá suas particularidades.
    E esse aí leva até mísseis.. Bem curioso.

  5. Quando dispararem os mísseis, vão queimar a sola das botas kkk
    É bem esquisito, mas se funciona, quem somos nós para dizer algo contra.

  6. Então ,os dois de tres lugares que aparecem nas fotos diferem na carenagem/frente de scooter,e estrutura tubular mais robusta no 303… detalhe que o tanque de combustivel fica debaixo do assento traseiro e no numero 306 logo abaixo ,sem proteção,os 'misseis' – que míssil seria esse ?
    Essa configuração armada não parece algo viável/seguro /operacional …pra observar fronteira e/ou migração de antílopes e pegar uma pneumonia,tudo bem ,fora disso sei não…

Comments are closed.