Boeing 737 MAX da companhia aérea GOL.

A GOL Linhas Aéreas Inteligentes é uma operadora dedicada do Boeing 737 desde o estabelecimento da companhia aérea em 2000. Dois acidentes fatais e o aterramento mundial da mais recente adição da Boeing à família de jatos, não alterou sua gestão que acredita que o 737 MAX é a melhor aeronave para o mercado brasileiro. A transportadora espera que o modelo represente metade da sua frota até 2025.

Atualmente, a GOL Airlines opera uma frota de 137 aeronaves Boeing 737. Variando entre três modelos, o 737-700, 737-800 e 737 MAX 8, a idade média da aeronave na frota é de aproximadamente 10 anos. No entanto, ao analisar tipos específicos, o 737-700 se destaca bastante, já que em 2025 eles teriam mais de 20 anos. A GOL ainda possui cerca de metade de sua frota histórica do 737-700 em operação (23 aeronaves versus 28 aposentadas). O 737-800, atualmente representando a grande maioria da frota, é um pouco mais jovem, pois a idade média é inferior a 10 anos.

O substituto natural para os 737 NGs é a versão 737 MAX. A companhia aérea fez seu pedido inicial de 60 MAXs em 2012 e, desde então, aumentou para 135 aeronaves, uma mistura entre as variantes 737 MAX 8 e 737 MAX 10. Até agora, a companhia aérea brasileira recebeu seis MAX 8s.

Olhando para o futuro, a transportadora espera que aproximadamente 50% de sua frota seja composta pelos mais novos 737s até 2025. Isso significa que, nos próximos cinco anos, a GOL desejará receber entregas de aproximadamente 60 aeronaves MAX, ou cerca de 12 aviões por ano. Espera-se que a mudança ajude a companhia aérea a reduzir seu consumo de combustível em 15% e aumentar a produtividade em 20%.

“Acreditamos que o Boeing 737 é a melhor aeronave para o mercado brasileiro devido à sua capacidade de operar por mais de 13 horas em mercados de alta densidade”, disse Celso Ferrer, vice-presidente de operações da GOL, em comunicado aos investidores.

“Isso apoia nosso modelo de gerenciamento de capacidade altamente flexível, além de fornecer alta liquidez e consistência de valor de mercado em nossa frota”, afirmou Ferrer.

Anúncios