A Alemanha quer substituir suas duas aeronaves A340-300 (foto acima) pelos novos A-350-900. (Foto: Snifjaku)

A Luftwaffe (Força Aérea Alemã) comprará três novos Airbus A350-900 para transporte VIP. As aeronaves custarão ao governo alemão cerca de US$ 1,35 bilhão, incluindo o interior VIP dos novos aviões e sistemas especiais de segurança.

O Ministério da Defesa justifica a compra afirmando que faltas ou chegadas tardias prejudicam os interesses nacionais e a reputação da Alemanha.

“A capacidade do governo federal de funcionar, especialmente sua capacidade de trabalho, é essencialmente baseada em sua capacidade de ser móvel em todo o mundo”, disse o ministério em um comunicado.

No ano passado, em novembro, a chanceler Angela Merkel chegou tarde à reunião do G20 em Buenos Aires devido a problemas técnicos com um Airbus A340 da Luftwaffe que a transportava para a cúpula.

A primeira-ministra alemã não é a única que foi afetada por esses atrasos. O presidente alemão Frank-Walter Steinmeier, o ministro das Relações Exteriores, Heiko Maas, e o ministro do Desenvolvimento, Gerd Mueller, entre outros, também foram afetados pelos atrasos.

Em janeiro, o presidente alemão Frank-Walter Steinmeier chegou à Etiópia com um atraso de três horas depois que seu avião encontrou problemas técnicos em Berlim antes da decolagem.

Em janeiro, o ministro do Desenvolvimento, Gerd Müller, teve que cancelar uma viagem à Namíbia durante sua turnê pela África, devido a outra falha na aeronave.

E, finalmente, no início deste mês, o ministro das Relações Exteriores da Alemanha, Heiko Maas, ficou preso no Mali.

Em 2015, Merkel teve que voar para a Índia em um avião de carga militar, um Hercules C130, devido à indisponibilidade do avião VIP.

O primeiro Airbus A350-900 será entregue à Força Aérea Alemã em junho de 2020 e as outras duas aeronaves em 2022. Elas substituirão os dois Airbus A340 que estão com 20 anos.

Com os novos jatos, o governo espera finalmente se livrar das manchetes embaraçosas na mídia alemã.

2 COMENTÁRIOS

  1. o governo merkel sucateou as FFAA de lá e pelo menos sofreu algo. Primeiro o conforto sempre que a Luftwaffe é um desastre.

Comments are closed.