A França fornecerá cinco caças Super Étendard Modernizados (SEM) para a Argentina.

O Governo da Argentina autorizou a compra de cinco jatos Super Étendard da Marinha francesa, por 12,6 milhões de euros (US$ 15,1 milhões), informou o país sul-americano em seu diário oficial do governo nesta sexta-feira.

O acordo da operação entre os dois países “estabeleceu-se como uma das formas de cooperação que as partes adotarão, a aquisição de equipamentos, sistemas ou tecnologia de apoio logístico e de defesa, sua manutenção e sua formação correspondente,” de acordo com a decisão administrativa 962/2018 publicada hoje no Boletim Oficial do Governo Argentino.

O acordo inclui basicamente a compra das cinco aeronaves Super Étendard modernizadas da Marinha Francesa, acompanhadas de sua documentação técnica, à qual são adicionadas peças de reposição, bancadas de teste, equipamentos de missão, ferramentas e um simulador de voo.

A Argentina está buscando modernizar sua frota militar para fins de segurança antes de sediar a cúpula do Grupo dos 20 (G-20) em Buenos Aires ainda este ano.

A cúpula do Grupo dos 20 países mais industrializados e em desenvolvimento (G-20) será realizada este ano na Argentina, e Buenos Aires sediará, em dezembro, a conferência ministerial da Organização Mundial do Comércio (OMC).

Em novembro de 2017, o embaixador francês, Pierre Henri Guignard, tinha apontado que “é uma quantidade um pouco simbólica, porque eles não são novas aeronaves, mas permitirão que a Argentina possa continuar usando os Super Etendard e em particular antes do G-20, tendo alguns dispositivos operacionais até a data”.

A Marinha Argentina utilizou os caças Etendard durante a Guerra das Malvinas.

Desta forma, a França deve agora enviar as cinco aeronaves que o governo acredita serem necessárias para a modernização das Forças Armadas.

O embaixador da França na Argentina disse em novembro passado que a empresa naval francesa Naval Group também estava em negociações para vender quatro navios para a Argentina.

A Argentina utilizou aeronaves Super Étendard, fabricadas pela Dassault, durante a Guerra das Malvinas em 1982 contra a Inglaterra.

9 COMENTÁRIOS

  1. até que enfim a Argentina comprou um caça, já estava mais que na hora.

  2. E chamam esta aquisiçao de modernizaçao das forças armadas…
    Pobres(literalmente)hermanos…

  3. Não como aproveitar e colocar o restante da frota pra voar e mais aproveita que o FMI tá de boa e compra os M-2000 do Brasil e põe pra aí também.

  4. Na situação da Argentina o que vier é lucro. Já compraram. Agora imagino até quando vão conseguir manter eles voando…

  5. É de dar dó… O Isis é mais bem armado que a Argentina… Classificar a compra de SEtandart como modernização é até sacanagem.

  6. Milagres também acontecem! Queria que os argentinos tivessem comprando F-22, pois nós também teríamos que nos mexer!

Comments are closed.