O governo da Romênia quer adquirir helicópteros de ataque AH-1Z Viper da Bell Helicopter.

O ministro da Defesa da Romênia, Adrian Tutuianu, assinou um acordo com o governo dos EUA expressando a intenção do país europeu de comprar helicópteros de ataque AH-1Z Viper construídos pela Bell Helicopter. A proposta agora segue para aprovação em Washington.

Tutuianu, junto com o primeiro-ministro romeno Mihai Tudose e outros altos funcionários do governo discutiram a compra planejada com os representantes da Bell Helicopter em uma reunião realizada na semana passada, informou o governo romeno em um comunicado de imprensa publicado na quinta-feira (10).

A Bell Helicopter e o Ministério da Economia da Romênia têm como objetivo levar a cabo as novas negociações sobre o estabelecimento de um empreendimento conjunto e esforços de transferência de tecnologia que irão apoiar a produção de helicópteros na Romênia.

A Bell Helicopter está interessado em montar o modelo de helicóptero de ataque AH-1Z Viper na Romênia para equipar o exército do país.

Várias empresas estão interessadas em produzir helicópteros na Romênia. O produtor de helicópteros norte-americano Sikorsky, controlado pelo grupo Lockheed Martin, pondera a produção de helicópteros S-70 Black Hawk na Romênia, em Brasov ou Craiova, se o exército escolher este modelo de helicóptero para substituir a antiga frota de helicópteros Puma.

O grupo francês Airbus Helicopters também quer equipar o exército romeno com novos helicópteros e já abriu uma fábrica em Brasov.

A ideia dos romenos é montar os helicópteros no país.

Embora o governo não tenha oferecido detalhes de preço ou tempo desse projeto, a Romênia procura investir US$ 11,6 bilhões em um plano de aquisição de defesa de 10 anos que inclui helicópteros de ataque, aviões de combate F-16 e sistemas de foguetes de artilharia de alta mobilidade (High Mobility Artillery Rocket Systems).

Os planos são parte de uma estratégia para impulsionar aquisições militares e gastar 2% do produto interno bruto em defesa a cada ano nos próximos nove anos.

5 COMENTÁRIOS

  1. Invasão da Ucrânia e a guerra com russo em 1991 fazem o governo de lá gastar em defesa.

  2. Só compraria se fosse muito mais em conta que o Apache, mas não sei se é o caso.

  3. Já que o exército vai precisar substituir os Blackhawk segundo o plano de modernização, esta dupla da Bell de AH-Z1 Viper como heli de ataque e o UH-1Y Venon como utilitário seria perfeita, fora que possuem mais 80% peças idênticas. De quebra, quem sabe os CFN não utilize o AH-Z1 assim como o USMC.

  4. Quando vejo que vários países ainda usam o Puma e Sea King, fico pensando o que há de errado no Brasil. Poucas vezes aplicamos MLU em vetores ainda capazes. Mesmo sendo necessário modernização, poderiam ao menos serem transferidos para outras funções, e facilitaria o planejamento de compras à longo prazo.

Comments are closed.