A administração Trump notificou o Congresso dos EUA sobre uma para uma possível venda de dezoito jatos Boeing F/A-18E/F Super Hornet para o Canadá.

A DSCA (Defense Security Cooperation Agency – Agência de Cooperação para a Segurança e Defesa) revelou no ultimo dia 11 de setembro o Canadá está autorizado a comprar 10 caças F/A-18E, 8 F/A-18F, 44 motores F414-GE-400 e 100 mísseis AIM-9X-2 Sidewinder Block II, dentre outros itens como suporte, sistemas, canhões e peças sobressalentes.

O valor estimado do negócio é de US$ 5,23 bilhões.


FONTE: DSCA

 

3 COMENTÁRIOS

  1. Essa autorização na verdade parece ser um presente de grego, mais uma alfinetada entre Trump e Trudeau.

    O governo canadense já tinha se decidido de não comprar esses tampões enquanto a Boeing estivesse processando a Bombardier por dumping governamental e estavam inclusive procurando F18s usados pra poder empurrar essa questão pra outro governo. Agora o Trump joga novamente a batata quente no colo do Trudeau sabendo que ele não vai poder finalizar essa compra e vai ser pressionado na imprensa pela promessa de campanha desastrada e pelas criticas dos militares ao plano tampão.

    Relembrando que Trudeau prometeu durante a campanha eleitoral que não compraria o F35 pois este era caro e prometeu fazer uma nova licitação sem o caça. Após assumir o cargo, descobriu que as outras opções eram mais caras e resolveram fazer uma compra tampão, criticada pelos militares por ser uma opção mais cara que comprar caças novos, mas necessária devido ao limite das aeronaves em serviço, até a Boeing resolver criar problema pra Bombardier.

    Mas acho que vai comprar o tampão mesmo só pra matar de vez essa novela.