Uma das imagens mais emblemáticas da queda de Saigon não aconteceu em Saigon. Aconteceu no mar, onde os marinheiros jogaram vários helicópteros de seus navios. Eles fizeram isso devido à teimosia de um diplomata incompetente.

Os EUA começaram a retirar as tropas do Vietnã do Sul em 1973, estabelecendo como prazo final 1976. Em 1974, no entanto, o presidente Gerald Ford percebeu que tinham um problema. Qualquer sul vietnamita que tivesse servido ou apoiado os americanos seria alvo dos norte-vietnamitas quando eles assumissem o controle. Todos em Washington sabiam que o Sul cairia assim que os EUA deixassem o país.

Em abril de 1975, o secretário de Estado Henry Kissinger recebeu uma lista com cerca de 1,6 milhão de pessoas em risco e que precisavam sair do Vietnã do Sul. Excluindo americanos, seus dependentes e outras nacionalidades que trabalhavam para o governo dos EUA, 600 mil eram do vietna do sul.

Um C-130 arde em chamas após o ataque a Base Aérea de Tan Son Nhut.

Os planos para evacuar o primeiro grupo (americanos) estavam em curso há anos e, no início de 1975, os militares estavam prontos para evacuar 8 mil deles. Mas não era possível retirar 600 mil pessoas, portanto, a lista caiu para 17 mil; Aqueles que trabalharam para a Embaixada dos EUA, mais sete dependentes por cada.

Em março de 1975, os norte-vietnamitas estavam no Vietnã do Sul. Em 1º de abril, o Exército dos EUA, Marinha, Força Aérea e Fuzileiros começaram a acampar no Departamento de Atendimento de Defesa de Saigon (Defense Attaché Office – DAO) para se preparar para a evacuação. Esse foi o sinal para outras embaixadas para retirar seus cidadãos. As agências de notícias começaram a pedir que seus repórteres saíssem, assim como a CIA. Um homem, no entanto, disse não.

Graham Anderson Martin havia sido o embaixador americano no Vietnã do Sul desde 1973. Apesar do avanço dos vietnamitas do norte, ele estava convencido que o poder superior de fogo americano os deteria. Martin também não queria que as pessoas pensassem que os EUA correriam. Ele ordenou que sua equipe permanecesse aonde estava. O general de brigada Richard E. Carey, Comandante da 9ª Brigada Anfíbia da Marinha, foi para o Vietnã em 13 de abril para argumentar com Martin, mas não conseguiu nada.

Os americanos foram informados para ficarem atentos à Rádio das Forças Armadas. Quando eles ouviram a frase “estou Sonhando com um Natal branco“, tiveram de correr para os centros de evacuação o mais rápido possível!

Martin manteve suas convicções até 28 de abril quando os norte-vietnamitas cercaram Saigon. Às 18 horas, bombardearam a Base Aérea de Tan Son Nhut; ao lado do aeroporto. Não era mais possível realizar evacuações por avião, o método preferido e mais fácil.

Martin retirou do país sua esposa, mas insistiu que a equipe da Embaixada dos EUA permanecesse em seus postos, exceto aqueles que tiveram que acompanhar sua esposa.

Na manhã seguinte, às 7 horas, o major-general Homer D. Smith, pediu ao embaixador que emitisse o sinal de evacuação da Operação Vento Freqüente (Operation Frequent Wind); O novo nome da Operação Talon Vise. Martin recusou, exigindo ver a base aérea. Ao ver o tamanho do estrago, finalmente ele deu a ordem.

White Christmas” foi jogado no rádio, mas já era muito tarde. Milhares de sul-vietnamitas em pânico engarrafavam as ruas fugindo para o sul. Outros entupiram embaixadas estrangeiras pedindo vistos de última hora. Ônibus e carros que transportavam americanos ou outros caucasianos foram assediados enquanto presos no trânsito.

Os americanos que chegaram à embaixada dos EUA ou ao grupo DAO encontraram os portões fechados para conter a maré de vietnamitas em pânico tentando entrar. Sem aviões disponíveis, havia apenas uma saída: helicópteros militares.

Estes evacuaram as pessoas para os navios de guerra da Marinha dos EUA que os estavam esperando. Como escolta, helicópteros AH-1J SeaCobra.

Durante 18 horas, 81 helicópteros sobrecarregados e abarrotados pilotados por homens exaustos levaram as pessoas para os navios, independentemente de estarem na lista aprovada ou não. Eles não eram os únicos. Membros do Exército sul vietnamita que podiam voar tinham idéias semelhantes. O Major Ba Van Nguyen tinha esposa e três filhos. Nenhum falava inglês ou tinha um visto dos EUA, mas, como servia ao Vietnã do Sul, todos estavam com problemas.

Nguyen roubou um helicóptero CH-47 Chinook de sua base, voou para o seu bairro e ordenou que sua família e vizinhos entrassem. Não era possível entender o que os americanos diziam na rádio e saber que os compostos do DAO e da Embaixada Americana estavam ocupados, Ele apostou e voou em direção ao Mar da China Meridional. Quando viu o USS Kirk, ele se aproximou, mas a tripulação no convés começou a lhe acenar para não pousar, pois seu helicóptero era muito grande. Se ele tentasse pousar, os rotores destruiriam o convés superior e poderiam ferir, até matar pessoas.

Nguyen pairava sobre o navio e usava linguagem gestual, implorava aos marinheiros chocados para pegar seus passageiros. Então ele voou para o mar, saltou de seu helicóptero e esperou por um barco que o resgatou.

Um avião Cessna O-1 da VNAF (Força Aérea do Vietnã do Sul) voou sobre o USS Midway e deixou cair uma nota escrita num inglês precário: “Você pode mover este helicóptero [sic] para o outro lado, eu posso pousar em sua pista, eu posso voar 1 hora mais, temos tempo suficiente para mover. Por favor me resgate. Major Buang, esposa e 5 filhos [sic] “.

Buang foi a primeira pessoa da VNAF a pousar num porta-aviões; Vários helicópteros foram jogados ao mar. Um segundo seguiu várias horas depois.

O F-14 cumpriu sua primeira missão real durante a evacuação de Saigon

À medida que mais helicópteros sul-vietnamitas chegavam, as plataformas em todos os navios ficavam cheias. Os militares sabiam o que aguardava os passageiros se eles ficassem atrás. Havia apenas uma solução. Jogar mais helicópteros ao mar. Quarenta e cinco helicópteros UH-1 Huey (no valor de cerca de US$ 10 milhões) e pelo menos um CH-47 Chinook terminaram no fundo do mar.

No final da Operação Frequent Wind em 30 de abril, cerca de 7.000 pessoas foram salvas à custa de dois pilotos. Milhares ficaram para trás, incluindo os americanos que ouviram a música de “de natal” muito tarde.


FONTE: War History

Anúncios

8 COMENTÁRIOS

  1. Temos de analisar outro ponto: SE os vietcongues descobrem o pessoal dos EEUU debandando fatalmente iriam forçar as defesas de Saigon mais cedo, talvez inviabilizando qualquer retirada. "Corra sem parecer que está fugindo" seria a expressão correta do momento. Problema real é os EEUU não estarem prontos para uma debandada e o presidente Ford ser leniente e fraco, e não ter ido buscar um armistício que permitisse a evacuação da cidade, ou ao menos, ordenado ataques maciços contra o avanço vietcongue.

  2. Ford tinha suas mãos atadas pelo congresso americano que cortou o financiamento para a Guerra pouco depois da Linebacker II. Mesmo assim, acredito que se Nixon ainda estivesse na Presidência ele tentaria, e provavelmente conseguiria fazer alguma coisa para ganhar tempo ou preservar o regime de Saigon. Quando Nixon renunciou, era basicamente o fim do Vietnã do Sul e todo mundo sabia disso. Inclusive Hanói.

    • Os políticos de Saigon eram dos mais corruptos do mundo. Muito, mas muito dinheiro da "ajuda" militar americana foi desviado.

  3. Lembro do discurso do Bush pai ,quando este anunciava as hostilidades contra o Iraque , ele fez questao de deixar bem claro a seus soldados que teriam oque pedissem para vencer aquela guerra e que seria bem diferente do Vietnam , deixando bem claro que, guerrear com norminhas de condutas estabelecidas por bundas grandes de gabinete ,era coisa do passado !

  4. Interessante, alguém sabe dizer mais ou menos a quantidade de helicópteros e aviões que foram perdidos pelos americanos durantes a guerra do vietnã ? não achei algo semelhante a isso ainda.

Comments are closed.