Em 10 de março de 1966, o Major Bernard Fisher, da Força Aérea dos Estados Unidos, estava numa missão CAS (closed air support – apoio aéreo aproximado) com outros cinco pilotos de A-1E Skyraider no vale de A Shau, perto da fronteira com o Laos, no oeste de Da Nang, no Vietnã do Sul. Fisher estava apoiando um grupo de Forças Especiais do Exército dos EUA destinados a combater o trânsito ao longo da trilha de Ho Chi Minh que corria o risco de ser invadida por mais de 2.000 soldados regulares do Vietnã do Norte.

A situação no vale e no campo não era exatamente novidade para Fisher e seus colegas pilotos. Fisher recebeu a Estrela de Prata pelo papel de apoio aéreo por uma grande batalha no dia anterior na mesma região. O tempo estava ruim, com um teto de nuvens inferior ao topo das colinas de 457 metros em torno de grande parte do vale. Prover CAS era de alto risco.

Durante uma das várias corridas de ataque contra as posições inimigas, o Skyrider do Major Dafford W. “Jump” Myers, foi atingido pelo fogo terrestre e ele foi forçado a pousar seu “Spad”. Havia uma pista de aço de 2.500 metros construída nas proximidades pelos militares dos EUA. Myers conseguiu destruir seu A-1E e sair da aeronave com apenas pequenas lesões. Ele então encontrou um lugar para se esconder e aguardar um helicóptero de resgate Jolly Green Giant para tirá-lo do que era um enorme engarrafamento.

Trilha Ho Chi Minh

Enquanto Fischer orbitava o piloto derrubado e fazia uma análise da situação, ele percebeu que o helicóptero mais próximo estava a pelo menos 30 minutos de distância. Depois de testemunhar o pouso de Myers, Fisher acreditava que Myers estava gravemente ferido. Capaz de ver as tropas norte-vietnamitas cercando a posição de Myers e convencido que Myers não duraria muito mais se capturado, Fisher contatou os outros membros do voo e notificou-os de que planejava aterrissar e resgatar Myers.

Enquanto o resto do esquadrão mantinha as tropas inimigas de cabeças abaixadas, Fisher conseguiu pousar. Durante o táxi pela pista, ele teve de desviar de vários buracos e escombros e do fogo inimigo. Ele alcançou a posição de Meyers. Manobrando para evitar o fogo norte-vietnamita, Myers subiu na asa do Skyraider e Fisher puxou para dentro, colocando Myers no banco direito do seu A-1E. Apesar do fogo contínuo e pesado do inimigo, Fisher conseguiu decolar e retornar à sua base em Pleiku. Os mecânicos encontraram 19 buracos de bala no Skyraider.

O A-1 de Fisher hoje está num museu

Por sua ação heróica nesse dia em março de 1966, o Major Bernard Fisher foi condecorado com a Medalha de Honra do Congresso. O presidente Lyndon B. Johnson entregou a medalha ao Major Fisher em 19 de janeiro de 1967. Fisher foi o primeiro militar da Força Aérea a receber a Medalha de Honra do Congresso por ação na Guerra do Vietnã.

Esta história lembra o resgate que aconteceu durante a Segunda Guerra Mundial, perto de Ploesti, na Romênia, em 4 de agosto de 1944. Um P-38 Lightning escoltando bombardeiros para os alvos da refinaria em Ploesti e seus arredores foi danificado pela Flak alemã e forçado a aterrissar num campo. Outro piloto de P-38 testemunhou o acidente, pousando com segurança seu avião nas proximidades e ambos, apertados no cockpit, voltaram para a base. Outros resgates similares foram dramatizados em filmes e televisão.

O interessante é que o piloto do P-38 danificado (Richard Willsie) acabou se tornando o oficial comandante do esquadrão de “Jump” Myers e estava no comando nesse dia. Quando Fisher resgatou Myers, o piloto que pousou seu P-38 e pegou Willsie (Dick Andrews) estava voando na cobertura durante o resgate de Fisher! Quais são as probabilidades?


FONTE: AVGEEKERY

5 COMENTÁRIOS

  1. E você, iria de Skyraider ou Super Tucano para estas operações?

    • Não são aeronaves similares, eu também podia perguntar : prefere o A-10 ou o A-1 ? São concepções e eras distintas. Voltando ao tema da matéria, quanto mais vc pesquisa sobre História, mais vc descobre coisas surpreendentes como essas coincidências relatadas. Abs.

Comments are closed.