Helicóptero Utilitário Leve (LUH) da HAL.

O Helicóptero Utilitário Leve (LUH) da Hindustan Aeronautics Ltd (HAL) alcançou um importante marco ao realizar recentemente um voo a 6.000 metros de altitude, em Bangalore, Índia. A marca é quase o teto máximo de operação definido para o helicóptero.

O voo foi realizado dentro dos testes de expansão de envelope e o voo a 6.000 metros de altitude é um requisito crítico para a certificação do LUH. O helicóptero exibiu desempenho satisfatório e qualidades de controle de voo. Com a conclusão deste marco, o LUH pode agora realizar testes no clima frio e em altitude elevada, planejados em janeiro de 2019.

O LUH é um helicóptero de nova geração da classe de 3 toneladas projetado e desenvolvido pelo Centro de Design e Pesquisa de Asas Rotativas (RWR&DC) da HAL para substituir os antigos helicópteros Cheetah e Chetak usados ??pelas Forças Armadas Indianas.

O primeiro voo do LUH PT-1 foi realizado em 6 de setembro de 2016 e o ??segundo protótipo voou em 22 de maio de 2017. A HAL tem pedido para 187 LUHs, incluindo 126 para o Exército Indiano e 61 para a Força Aérea Indiana (IAF).

O helicóptero foi pilotado pelo Chefe dos Pilotos de Testes Wg. Cdr. (Retd) Unni K Pillai e o Piloto de Testes, Wing Cdr (Retd) Anil Bhambhani.

O LUH está sendo desenvolvido de forma autônoma pela HAL para atender aos requisitos dos operadores militares e civis. O helicóptero com cockpit no conceito glass e pode ser utilizado para reconhecimento, vigilância e como um helicóptero de transporte leve.

O helicóptero será capaz de voar a 220 Km/h, com um teto de serviço de 6.500 metros e um alcance de 350 Km com carga útil de 400 kg. O LUH é alimentado pelo motor de eixo único turbo Turbomeca/HAL Ardiden 1U/Shakti 1U com margens de potência suficientes para atender às exigentes missões de alta altitude.

Anúncios

2 COMENTÁRIOS

  1. Aos indianos parabéns por estarem suprindo suas necessidades com soluções caseiras gerando divisas ao país e agregando conhecimento. Tomara que seja uma máquina tecnicamente competente, e que não desabe dos ares como vemos com diversas outras aeronaves.

  2. Foi só parar de comprar projetos antigos da Eurocopter, e tentar uni-los num único, que o negócio parece ter engrenado — ou desengrenado os problemáticos rotores de cauda "projetados"/produzidos até então. Dhruv esquecido…

Comments are closed.