O primeiro LAH da KAI durante testes no solo no dia 8 de abril. (Foto: KAI)

A Korean Aerospace Industries (KAI) começou os testes de motores no solo do helicóptero de ataque leve (LAH) que está sendo desenvolvido para o Exército da República da Coreia (RoKA), de acordo com a imprensa nacional sul-coreana.

O funcionamento do motor continuará por cerca de duas semanas como etapas finais do teste de solo para confirmar que todos os sistemas, incluindo sistemas de transmissão de energia, controle de voo, combustível, pressão de combustível e sistemas elétricos, operam normalmente enquanto o motor está funcionando.

O LAH concluirá o teste de solo e entrará no estágio de testes de voo. Uma imagem do primeiro protótipo de helicóptero que realizou os testes nas instalações de Kihai em Sichuan foi divulgada pela empresa em 8 de abril, cerca de quatro meses depois que o mesmo protótipo foi lançado pela primeira vez em 18 de dezembro de 2018.

Desde que começou a desenvolver o LAH em junho de 2015, a KAI concluiu o projeto básico em agosto de 2016 e detalhou o projeto em novembro de 2017, revelou o primeiro protótipo em dezembro passado e realizou testes de solo desde janeiro deste ano para garantir a segurança de seus principais sistemas.

O primeiro voo será possível no primeiro semestre deste ano, após confirmar se o voo é possível através da First Flight Readiness Review (FFRR).

Depois de cerca de três anos de testes de voo até agosto de 2022, será avaliado se é compatível com o sistema de combate e deve completar o desenvolvimento do sistema em novembro.

Expressando agradecimentos a todos os funcionários que trabalharam juntos para garantir o sucesso do motor da LAH, a KAI disse: “Também realizaremos exaustiva e completamente os testes de voo para atingir as expectativas dos militares e do povo sul coreano”.

O LAH foi desenvolvido em torno da plataforma Airbus Helicopters H155 (anteriormente EC155 B1). Uma característica principal do LAH é o canhão de 20 mm no nariz. Ele também possui asas que podem transportar pods de foguete, bem como um sensor eletro-óptico / infravermelho (EO / IR) montado no nariz, receptores de alerta de mísseis montados na fuselagem e na cauda e escapamentos direcionados para cima para uma assinatura IR reduzida.

Anúncios

14 COMENTÁRIOS

  1. Era a assim que os nossos Panteras é esquilos deveriam ter ficado.

    • Nossos Panteras não são helicopteros de ataque, são utilitários de transporte. Não tem a menor lógica colocar um canhão 20mm em um utilitário.

    • Imagina o peso desse canhão…atrapalha a estrutura da aeronave penso eu.

      Os nosso panteras e esquilos podem ser configurados para ataques com foguetes.

  2. Isso ai vai ser fácil de derrubar para os comunas do norte. Perfil de todos os lados gordo para ser abatido. o Frontal é o pior. sempre é ruim uma versão civil ser usado para ataque. por isso na Guerra vietnã inventaram o Cobra no lugar do Huey

  3. Coreanos estudando na escola chinesa: "inventando" o que já está inventado, há tempos…

  4. Creio que a Coréia tem condições de fazer algo melhor, ou no mínimo comprar algo que existe no mercado, pronto e bem possível que seja melhor que esse improviso.

    • Claro, o KAI LAH é um EC155 construído sob licença na Coreia do Sul com motores Hanwha Turbomeca Arriel 2 também construidos sob licença.

  5. Gente, acorda.

    A Coréia do sul tem apache e está comprando mais .

    O que eles querem e um helicóptero pra fazer o serviço dos kiowas

    • A Coreia do Sul não só tem Apaches como fabrica a fuselagem em compósitos que depois são finalizados nos EUA.
      . https://encrypted-tbn0.gstatic.com/images?q=tbn:A
      "Boeing Receives 1st 10 New Fuselages Designed for AH-64D Apache Block III
      Korea Aerospace Industries produces enhanced assembly for combat helicopter.
      MESA, Ariz., July 12, 2012 — The Boeing Company [NYSE: BA] has received the first 10 new fuselages designed specifically for the AH-64D Apache Block III attack helicopter from long-time supplier Korea Aerospace Industries (KAI). This milestone paves the way for delivery of the first Apache Block III aircraft with new fuselages next year."Boeing

    • Mauro, os Bell OH-58 Kiowa usados na Coreia do Sul eram do US Army e já foram substituidos por Apache em 2016. A Coreia do Sul não tinha Kiowas.

      • Sim é isso mesmo que eu me refiro. Fazer o mesmo serviço dos aposentados kiowas

  6. Pata eles compensa construir os EC155 e os motores Arriel2 na Coreia do Sul, serão comprados 204 helicopteros e mais de 450 motores.

Comments are closed.