O helicóptero Mi-171A2 foi certificado na Índia e na Colômbia. A certificação permitirá que os helicópteros russos (parte da Rostec State Corporation) comecem a exportar as modificações mais recentes do helicóptero civil de múltiplas funções.

O Departamento de Aviação Civil da Índia confirmou que o Mi-171A2 atende todos os requisitos de aviação civil indiana (CAR) para emissão de sua certificação.

A Diretoria Geral de Aviação Civil da Índia havia aprovado anteriormente um certificado para helicópteros Mi-171A2.

O certificado de tipo Mi-171A2 validado também foi emitido pela Unidade Administrativa Especial de Aeronáutica Civil da Colômbia (UAEAC). A decisão das autoridades colombianas dá à Russian Helicopters a oportunidade de fornecer equipamentos desse tipo à Colômbia.

“O Mi-171A2 é a mais recente modificação do Mi-8/17, o helicóptero bimotor mais comum do mundo. As empresas do Aviation Cluster da Rostec fizeram um grande esforço para receber uma oportunidade de operar as máquinas na Índia e na Colômbia: foram confirmados certificados para o próprio helicóptero e para os motores VK-2500PS-03 da UEC com os quais os helicópteros foram equipados. O Mi-171A2 possui o certificado de tipo A da Agência Federal de Transporte Aéreo da Rússia, o que significa que os mais altos requisitos de segurança de voo para helicópteros civis são atendidos “, afirmou o diretor-geral da companhia russa Andrey Boginsky.

O primeiro Mi-171A2 para um cliente indiano já foi produzido pela Ulan-Ude Aviation Plant.

A empresa russa está planejado validar o certificado de tipo Mi-171A2 na China, Coréia do Sul, Brasil, México, Peru e outros países.

Com a modificação mais avançada do motor aprimorado, os helicópteros têm recursos absolutamente novos para operação em áreas de montanha e alta temperatura. Devido ao seu rotor de cauda em forma de X mais eficiente, o novo rotor principal com pás totalmente compostas e perfil aerodinâmico aprimorado, o teto de operação e a velocidade máxima do helicóptero Mi-171A2 são 10% mais altos e a capacidade de carga é 25% maior do que seu antecessor Mi-8/17.

O equipamento digital de bordo KBO-17-1 (“full glass cockpit”), incluindo a instrumentação de navegação e o sistema de equipamentos gerais de helicóptero com indicação de dados, permitiu à empresa reduzir a tripulação para apenas duas pessoas. As câmeras de vídeo oferecem uma visão melhor durante operações de carga externa. Sistemas modernos de alerta e alerta de terreno, sistemas aéreos e de prevenção de colisões com obstáculos aumentaram a segurança.

O helicóptero pode transportar passageiros e está disponível nas versões transporte, passageiro e VIP.

Anúncios

1 COMENTÁRIO

  1. Boatos vindo da Rússia, sugere que pilotos Colombianos teriam chegado neste País para conhecer e voar o Mig-29M, segundo os próprios russos mesmo os colombianos conhecendo o MIG a chance de uma venda é mínima, estaria o País Latino americano interessado nos Gripen da Saab, sendo o principal problema destes o preço…