Caça Gripen E “39-10” pousa em Pirkalla, na Finlândia.

Dois caças Gripen da fabricante sueca Saab chegaram à Base da Força Aérea de Pirkkala, Finlândia, para iniciar duas semanas intensivas de testes e avaliações dentro da competição HX 2020. Confiram as imagens e vídeo da chegada das aeronaves.

Além do Gripen E “39-10”, o HX Challenge incluirá uma aeronave de caça Gripen D, uma aeronave de Comando e Controle GlobalEye, como Plataforma de Avaliação de Sistema Gripen E.

O Gripen E é o terceiro de cinco tipos de aeronaves que devem ser testados na Finlândia até o final de fevereiro, enquanto a Força Aérea Finlandesa avalia os prós e os contras de cada um no processo para determinar qual empresa ganhará o contrato de 10 bilhões de euros para substituir a antiga frota do país de jatos F/A-18 Hornet.

A família de jatos multifuncionais Gripen é o principal avião de caça da Força Aérea Sueca desde meados da década de 1990 e vários modelos foram exportados para países da Europa Central, África do Sul e Sudeste Asiático.

Um caça Gripen D da Força Aérea Sueca também foi enviada para Finlândia. (Foto: Richard Smith)

A mais recente versão do jato – com maior potência, mais capacidade de combustível e conjunto de radares atualizado – foi adquirida pelas forças aéreas suecas e brasileiras.

A aeronave sueca participará de jogos simulados de guerra de longo prazo, onde os candidatos a jato desempenharão seu papel como parte dos sistemas de defesa da Finlândia. Nas batalhas simuladas, eles enfrentarão os atuais jatos F/A-18 Hornets e os treinadores Hawk da Força Aérea da Finlândia.

Magnus Skogberg, diretor do programa Gripen da Saab, destaca que “além do treinamento tradicional, uma aeronave de dois lugares e dois operadores também são úteis em várias situações táticas”.

A Força Aérea Finlandesa informa que o evento está ocorrendo na Finlândia para que cada avião possa ser testado nas condições de operação finlandesas no inverno – e também para fornecer uma avaliação equilibrada para cada uma das cinco aeronaves candidatas.

Os outros participantes da ‘Operação HX Challenge’ que devem chegar para os testes no frio extremo são o Lockheed Martin F-35 Lightning II e o Boeing F/A-18 Super Hornet.

As aeronaves Typhoon da Eurofighter (de uma base na Inglaterra) foram as primeiras a participar do exercício de avaliação. A segunda aeronave a participar dos testes foram os Dassault Rafales da Força Aérea Francesa.

Embora todas as aeronaves sejam projetadas para operar em temperaturas abaixo de zero, os desafios surgem quando as temperaturas oscilam em torno de zero com neve, granizo ou garoa congelante, lançando desafios extras nos jatos. Condições climáticas adversas podem ter um impacto no desempenho de sensores eletro-ópticos, em particular.

O Gripen E e o Gripen F são candidatos ao próximo programa de aeronave multitarefa da Finlândia. Em seu pacote, a Saab proporá à Finlândia 12 caças F de dois lugares e 52 caças E de um lugar. Além do Gripens, a Finlândia receberá aeronaves de vigilância Saab Globaleye.

Anúncios

4 COMENTÁRIOS

  1. É…Os Gripen vão prá tudo quanto é canto do mundo! Só não vem para o Brasil! Nem para passear o "troço" aparece por aqui! A não ser aquela maquete de madeira que se eu ver de novo vou "tacar" fogo de tanta raiva que eu "tô" dessa coronelada da FAB que só dá mancada!

    • E tem gente que quer pq quer fazer acreditar que é melhor que o F16. Vai entender

      • Eu entendo. O marketing da SAAB é forte e patrocina muitos formadores de opinião aqui no Brasil. Tem um montão de gente que acredita realmente que o Gripen é o "melhor caça do mundo", melhor que o F-22 e que a nave espacial do Luke Skywalker.

Comments are closed.