A aeronave híbrida elétrica Trifan 600 da XTI.

A Icon Aviation (Icon), com sede em São Paulo, Brasil, e a XTI Aircraft Company (XTI) anunciaram em conjunto que a Icon fez um pedido para um avião de decolagem vertical TriFan 600. O XTI TriFan 600 é o primeiro avião comercial híbrido-elétrico VTOL do mundo. Com este pedido, a XTI continua a construir sua reserva de carteira de pedidos global, agora representando US$ 416 milhões em receita bruta no momento da entrega.

Sediada em São Paulo, Brasil, a Icon é a maior empresa de jatos particulares da América do Sul, acumulando uma frota de cerca de 30 aeronaves dedicadas ao mercado de aviação executiva, abrangendo uma ampla variedade de classes e tamanhos e fornecendo soluções e serviços de alto padrão para empresas e indivíduos. Esta reserva de aeronaves é a primeira TriFan 600 vendida para o ativo e crescente mercado executivo / VIP do Brasil.

“Além do pedido e nosso acordo para as opções”, disse Décio Galvão, diretor executivo da Icon Aviation, “a Icon e a XTI estabeleceram um relacionamento de longo prazo para colaborar na expansão conjunta de nossos respectivos negócios. À medida que a XTI se aproxima do momento em que começará as entregas do TriFan 600, a Icon incorporará esse revolucionário avião à sua frota. Isso significa que ofereceremos aos nossos clientes serviços ampliados e conveniência porta-a-porta incomparável.”

Os CEOs da XTI e de Icon Aviation.

“Estamos muito satisfeitos em trabalhar com a Icon”, disse Robert LaBelle, diretor executivo da XTI. “A Icon é reconhecida como líder em empresas de aviação executiva no Brasil e na América do Sul e é uma parceira e cliente ideal para as aeronaves TriFan. Recebemos forte interesse do cliente pelo segundo ano consecutivo na Convenção de Aviação Executiva da NBAA, mais notavelmente nosso contrato com a Icon.”

A XTI lançou oficialmente seu programa de protótipos na feira NBAA de 2017 em Las Vegas e anunciou recentemente que iniciará os testes de voo de seu primeiro protótipo do TriFan no próximo mês.

O TriFan 600 é um grande avanço na aviação e nas viagens aéreas. O TriFan 600 de seis lugares terá a velocidade, o alcance e o conforto de um avião de negócios de luxo e a capacidade de decolar e aterrissar verticalmente, como um helicóptero. Ele percorrerá em velocidades de até 555 km/h, além de um alcance ininterrupto de até 1.930 km. Usando três fans carenados, o TriFan decola verticalmente. Seus dois fans nas asas então giram para a frente para uma transição sem emenda à velocidade do cruzeiro e a sua subida inicial. Ele alcançará quase 30.000 pés em apenas dez minutos e viajará para o destino como uma aeronave executiva altamente eficiente, incluindo o conforto de uma cabine pressurizada.

Interior do Trifan 600 da XTI.

Em 19 de junho, no Paris Air Show 2017, a XTI anunciou seus primeiros pedidos para o TriFan 600 no programa de pré-vendas da empresa. O programa de reserva de pré-vendas continuou na NBAA 2018 deste ano, totalizando mais de 64 aeronaves em todo o mundo. “Com os novos pedidos na NBAA, fica claro que o mercado continua a reconhecer a proposta de valor de nosso avião único e revolucionário e sua tecnologia patenteada”, disse LaBelle. “Decolagem vertical combinada com longo alcance, a velocidade e o conforto de uma aeronave executiva e nosso sistema de propulsão híbrido elétrico mais silencioso e mais limpo.”

A XTI lançou uma oferta formal de ações em 2016 sob o Regulamento A+ da SEC, que está aberto a todos os investidores não credenciados e credenciados em todo o mundo. As ações da XTI podem ser compradas em www.startengine.com/xti-aircraft, proporcionando uma oportunidade única para o público em geral investir em uma empresa aeroespacial com um produto revolucionário, uma equipe de liderança de classe mundial e significativo potencial de crescimento.

Simultaneamente com o financiamento de crowdfunding, os investidores credenciados podem participar da rodada de US$ 25 milhões da Série B do XTI.

3 COMENTÁRIOS

  1. Eu acho que este tipo de avião vai pegar, modelo híbrido gera mais confiança ao consumidor final. Este é o passo mais acertado ao modelo totalmente elétrico. Esta transição é a mais natural como nos carros.