AMX da Força Aérea Italiana com pintura especial de 30 anos. (Foto: Aeronautica Militare)

No dia 13 de setembro, no aeroporto militar de Istrana, na Itália, na presença do Chefe do Estado Maior da Força Aérea Italiana, ocorreu a comemoração do 30º aniversário da entrada em operação das aeronaves AMX. Juntamente foi comemorado o 80º aniversário do estabelecimento da 51ª ala da Força Aérea Italiana.

No aeroporto de Istrana, participaram da comemoração o Chefe do Estado Maior da Força Aérea, o General da Força Aérea Alberto Rosso, juntamente com o Chefe do Estado Maior da Força Aérea Brasileira, Tenente Brig. Amaral Oliveira.

O aniversário que cobriu os 80 anos da ala foi formalmente selado com a realização de uma cerimônia solene de hasteamento da bandeira, durante a qual o Chefe do Estado-Maior da Força Aérea Italiana, na presença de numerosas autoridades locais, destacou o forte vínculo entre a Ala e a cidade que a hospeda.

Em seu discurso, o general Rosso enfatizou que “a gloriosa história e tradições da 51ª Ala são um ativo fundamental para nossas forças armadas”. Havia também uma referência ao outro protagonista do dia, o AMX, a aeronave que “nesses 30 anos contribuiu para a construção de páginas muito importantes na vida aeronáutica, permitindo que a Itália se saísse bem no exterior em todas as operações de manutenção de paz, no Afeganistão, como no Iraque, e é a máquina que voou mais operacionalmente do que as outras linhas de aeronaves táticas. Continuaremos a fazer uso da 51ª Ala – concluiu o Chefe do Estado Maior da Força Aérea – e do profissionalismo de seu pessoal, para contribuir com máquinas mais modernas para a defesa e segurança do país”.

No final da cerimônia solene de hasteamento de bandeira, ocorreu o sobrevôo do 132º Grupo de Voo AMX que, para a ocasião, voou junto com as aeronaves da Equipe Nacional de Acrobacia “Frecce Tricolore”, que embelezou o aniversário com um voo de treinamento na base de Treviso.

Particularmente apreciada pelos cerca de três mil cidadãos que, após o credenciamento, queriam participar do evento, foi a apresentação do filme nos 30 anos de vida da AMX, uma contribuição com a qual eles refizeram três décadas de história operacional desta aeronave caracterizada por um vasto uso, em operações reais e em exercícios em todos os cantos do mundo. Os muitos visitantes que participaram puderam saber, neste contexto, que o AMX possui um recorde histórico: com mais de 18.000 horas voadas em operações reais, esta aeronave possui um recorde muito respeitável, ou melhor, de ser a aeronave tática mais usada da Força Aérea Italiana em missões fora das fronteiras nacionais, por mais de dois terços de sua vida operacional.

Todos os participantes tiveram a oportunidade de aprender mais detalhes da vida dos Grupos de Voo que receberam o AMX acessando a exposição histórico-fotográfica relativa, além de poder admirar de perto outras numerosas aeronaves fornecidas à Força Aérea Italiana, presente em exposição estática dentro do aeroporto. Particularmente apreciado pelos muitos entusiastas foi o AMX na versão com pintura especial, mostrando as cores e os símbolos dos grupos de voo que usaram este avião nas últimas três décadas.

As celebrações do 80º aniversário da 51ª ala e dos 30 anos do AMX tiveram ressonância especial, especialmente para a população local durante décadas ligada à 51ª ala por uma combinação particular de amizade e carinho. Para enfatizar essa relação específica que a ala possui com o território em que está localizado, parte dos eventos ocorreu no coração do centro histórico de Treviso, entre os cidadãos que sempre fizeram parte integrante da vida do departamento.

É precisamente por esse motivo que, na quinta-feira 12 de setembro, em estreita colaboração com as autoridades locais, na presença de autoridades militares e civis, no cenário de prestígio do Salone dei Trecento, a apresentação do livro “30 years of AMX”, realizada do Departamento de Aeronáutica do Estado-Maior.

A 51ª Ala é um dos departamentos de voo da Força Aérea, dependendo do comando da equipe aérea, através do comando das forças de combate de Milão. O Departamento possui em sua configuração os caça bombardeiro e aeronaves de reconhecimento, com base na presença de um grupo de voo, o 132°, equipado com aeronaves AMX e AMX-T. As principais tarefas da ala são as operações combinadas para apoiar as forças de superfície e as operações de ataque e reconhecimento (Superioridade da Informação). A ala também garante o treinamento operacional dos pilotos e a padronização dos procedimentos de emprego para o uso dos AMX e, desde 18 de janeiro de 2017, fornece suporte técnico de logística e manutenção à célula de alerta composta por aeronaves Eurofighter implantadas em Istrana com atribuições de Defesa Aérea.

Anúncios

3 COMENTÁRIOS

Comments are closed.