O momento que o Capitão Bews ejetava de sua aeronave CF-18 Hornet, antes do caça explodir no solo durante um voo de treinamento em Alberta, no Canadá. (Foto: Ian Martens / Lethbridge Herald / CP via AP)

O piloto Capitão Brian Bews, ejetou de seu caça CF-18 Hornet, da Força Aérea do Canadá, antes desse explodir no solo durante um voo de treinamento no Aeroporto do Condado de Lethbridge, em Alberta, no Canadá, nessa sexta-feira, dia 23 de julho. A sequência de fotos a seguir é impressionante.

O Capt. Brian Bews, visto em 2007, que agora se recupera num hospital em Lethbridge. (Foto: Dan Riedlhuber/Reuters)

O piloto foi levado ao Chinook Regional Hospital com ferimentos.

O Capitão Brian Bews, de 36 anos, estava voando seu caça se preparando para o Show Aéreo de Alberta, que está marcado para esse final de semana em Lethbridge.

“Ele está bem e nós acreditamos que os ferimentos não colocam a vida dele em risco,” informou a Capitã Nicole Meszaros, das Forças Armadas Canadenses.

O Capitão Bews está atribuído na Ala 3, da Base Aérea de Bagotville, em Quebec. Ele é o piloto designado especialmente para as apresentações aéreas com o caça CF-18 na Força Aérea do Canadá, disse Meszaros said.

Após o piloto ejetar, o caça CF-18 Hornet explodiu próximo a pista do aeroporto, exigindo a suspensão das operações no aeroporto.(Fotos: Ian Martens / Lethbridge Herald / CP via AP)

Após o acidente o aeroporto teve as operações suspensas, sendo o tráfego desviado para outros aeroportos na região.

O governo canadense anunciou na semana passada que planeja adquirir 60 caças F-35 Lightning II Joint Strike Fighter, avaliados em US$ 9 bilhões. Esse caças substituirão a atual frota de antigos caças CF-18, que recentemente passaram por uma modernização de US$2,6 bilhões.

SEM COMENTÁRIOS