A aeronave COMAC C919 durante testes de táxi em alta velocidade no Aeroporto Shangai Pudong.

O novo avião comercial COMAC C919 desenvolvido pela China avançou mais um passo próximo da decolagem, depois que a fabricante do avião realizou testes de táxi de alta velocidade na manhã do domingo. O teste foi realizado no Aeroporto Shanghai Pudong.

O teste teve início às 8:00 da manhã e durou três horas. O avião atingiu uma velocidade máxima de aproximadamente 248 quilômetros por hora (cerca de 120 kts), aproximando-se da velocidade necessária para decolagem e pouso.

A fabricante do C919, a Corporação de Aeronaves Comerciais da China (COMAC), deverá lançar um voo de teste da aeronave no primeiro semestre deste ano. Em um comunicado anterior, a Administração de Aviação Civil da China (CAAC) disse que previa o mês de maio para esse voo.

A CAAC disse que o voo vai ocorrer na quarta pista do Aeroporto Internacional de Shanghai Pudong, que tem 3.800 metros de comprimento e 60 m de largura, e pode acomodar vários tipos de aeronaves, incluindo o Airbus A380.

O C919, projetado para acomodar mais de 150 passageiros, é um avião de corredor único. Seus principais rivais no mercado incluem o Airbus 320 e o Boeing 737. A COMAC também planeja começar a desenvolver aeronaves widebody em 2017.

O Comac C919 até agora recebeu 570 pedidos firmes para vinte clientes chineses e dois clientes estrangeiros, a GE Capital Aviation Services e a Thai Airways. As primeiras entregas estão previstas para 2019, com a China Eastern Airlines como cliente de lançamento.

12 COMENTÁRIOS

  1. E tinha gente falando que não daria certo, ou não finalizariam o projeto e coisas assim. Já mais de 500 pedidos.

  2. Claro que vai ter gente dizendo que eles copiaram Boeing, copiaram Airbus, copiaram Embraer, mas o fato é que o avião deles está aí e ainda vai arrumar uma certificação FAA.
    Parabéns aos chineses, esse é mais um degrau que eles sobem para dominar a fabricação de aviões para aviação civil.

  3. Pela primeira vez vejo uma aeronave chinesa com potencial de mercado externo e nem que sejam poucas unidades, a Thai Airways vem como uma cliente lançadora direta e a GECAS adquirindo alguns exemplares e o fato desta segunda empresa mencionada estar encomendando o C-919 é para se pensar.

    A GECAS costuma encomendar aeronaves para depois fazer contratos de leasing para as companhias aéreas, sendo assim provavelmente deve existir um interesse significativo no C-919 e mesmo que sejam poucos exemplares pode ser um bom negócio. Agora um fato é que para a aeronave chinesa ser validada ela deverá passar por uma campanha internacional de ensaios e passar dentro dos requerimentos mínimos para a sua categoria.

    Mas este processo como um todo pode ser feito com calma já que o mercado interno é o seu principal foco e posteriormente ser validado pelos organismos internacionais, algo semelhante ao que aconteceu com o SSJ-100 da Sukhoi mas que infelizmente não vingou como o esperado. Muitas das etapas podem ser bem tranquilas porque o C-919 por exemplo usa os mesmos motores que o 737 MAX e A320Neo que é o LEAP da CFM e que já esta homologado em todas as categorias economizando assim alguns $$$$$$$$ para a COMAC.

    Outros sistemas que equipam o jato chinês também devem estar certificados o que acelera mais ainda a certificação e facilita a negociação para as exportações, o que é muito bem vindo principalmente aonde a influência dos EUA/Europa não é assim tão forte.

    Boa sorte para o C-919.

  4. Mais uma vez parabéns aos chineses pela rápida evolução também na aviação comercial.

  5. O Sukhoi Superjet é um fracasso comercial? Não.

    É então um sucesso comercial? Também não.

    Ficou aquém das expectativas e, até o momento, não incomoda significativamente Embraer ou Bombardier.

    Vamos aos números (que podem ser aproximados):

    Início de desenvolvimento: Superjet – 2000 ….. Ejet´s – 1997.
    Primeiro voo: …………………..Superjet – 2008 ….. Ejet´s – 2002.
    Primeiro voo comercial: …… Superjet – 2011 ….. Ejet´s – 2004.
    Total de entregas: ………….. Superjet – 104 ….. Ejet´s – 1.317
    Total de encomendas ……… Superjet – 384 ….. Ejet´s – 1.474.
    Média de entregas por ano: Superjet – 17 ……… Ejet´s – 101.

Comments are closed.