Montagem do primeiro BelugaXL na sede da Airbus em Toulouse, França. (Foto: Airbus)

O primeiro dos cinco super transportadores Airbus BelugaXL está bem avançado no processo de fabricação. O projeto está previsto para iniciar o processo de energização dos sistemas no final deste ano.

Durante a atividade de fabricação em Toulouse-Blagnac, no sudoeste da França, lar da instalação industrial primária da Airbus, três quartos da montagem estrutural do primeiro BelugaXL foi realizada na aeronave de grande porte.

Chegada da porta de carga frontal da aeronave. (Foto: Airbus)

Eric Belloc, que lidera a atividade de montagem final do BelugaXL, disse que todos os elementos para a seção de cauda especialmente projetada da aeronave já foram recebidos. Estes devem ser integrados na estrutura do primeiro avião, uma vez que os sistemas, a integração mecânica e elétrica – que atualmente está em andamento – estiver concluída.

O próximo passo importante será a montagem da porta de carga na frente do convés principal, que está prevista para o início de dezembro.

A primeira decolagem do primeiro BelugaXL está agendada para o segundo trimestre de 2018, que vai dar início a uma campanha de certificação de teste de voo de 10 meses. A segunda aeronave iniciará o processo de montagem final em dezembro, e as três restantes aeronaves serão produzidos a uma taxa de uma por ano.

“Embora desafiador, este é realmente um ótimo projeto”, observou Belloc. “O Beluga é uma aeronave muito especial – um símbolo da Airbus – e estamos orgulhosos de trabalhar na próxima geração da versão”.

O BelugaXL foi lançado em novembro de 2014 para atender aos requisitos de capacidade de transporte e aceleração da produção para a Airbus além de 2019. Desenvolvido a partir da versão do jato comercial A330-200 da Airbus, o BelugaXL é seis metros mais comprido e tem uma envergadura um metro maior, e uma capacidade de carga útil de seis toneladas maior que o atual Beluga A300-600ST.

Quando operacional, a frota de cinco aviões BelugaXLs irá assumir o transporte de secções completas das aeronaves Airbus entre os locais de produção da empresa em toda a Europa e as linhas finais de montagem na França, Alemanha e Espanha. O BelugaXL deve entrar no serviço em 2019.

1 COMENTÁRIO

Comments are closed.