Com este lote entregue, a Bielorrússia já conta com 12 jatos Yak-130. (Foto: Belta.by)

A Bielorrússia recebeu no dia 11 de maio um novo lote de quatro treinadores de jatos de combate Yak-130 da Rússia.

Este é o terceiro lote de jatos Yak-130s recebidos da Rússia. As quatro aeronaves foram entregues em uma cerimônia que aconteceu na 116ª Base Aérea de Guardas de Ataques, na cidade de Lida, na Bielorrússia. O ministro da Defesa, Andrei Ravkov, que participou do evento, observou que as aeronaves foram adquiridas sob o plano militar de desenvolver as Forças Armadas até o ano de 2020.

A Bielorrússia recebeu anteriormente quatro Yak-130 em 2015 e outro lote de quatro em 2016.

O ministro da Defesa, Ravkov, comentou sobre a importância dos Yak-130s para a nossa força aérea, dizendo: “Em primeiro lugar, a aeronave permite treinar pilotos como também pilotar a aeronave que pretendemos comprar, em particular, os jatos Su-30SM”. O país pretende adquirir pelo menos uma dúzia de Su-30SMs para substituir caças mais antigos. As entregas destes poderiam começar antes do final de 2019, embora isso permaneça dependente da conclusão do financiamento para a aeronave. O preço dos jatos foi de US$ 600 milhões no total.

Ravkov continuou: “Segundo, apesar de sua designação de treinamento, a aeronave pode transportar até três toneladas de munição”. Enquanto a Rússia ainda não indicou planos para usar sua frota Yak-130 em um ataque, a Bielorrússia testou ativamente seus Yak-130s. com armamentos a bordo e pode prever um uso para a aeronave para tarefas de combate. O ministro da Defesa comparou as capacidades de combate do Yak-130 com as do Su-25, um jato de ataque terrestre.

O primeiro vice-comandante da 116ª base, Oleg Oleinik, elogiou a aeronave, dizendo: “A Yak-130 é uma aeronave de última geração extremamente manobrável, que permite realizar todos os tipos de manobras acrobáticas. É perfeito para treinar pilotos iniciantes. Para muitos deles, o Yak-130 é o primeiro avião deles.”

Anúncios

SEM COMENTÁRIOS