Um dos dois caças Su-30SM da Força Aérea da Bielorrússia entregues hoje.

A Força Aérea da Bielorrússia recebeu hoje o seu primeiro par de novos caças Su-30SM, fabricados na Rússia, conforme havíamos informado ontem. Confiram as imagens dos dois caças na chegada.

O primeiro par de caças multimissão Su-30SM chegou ao aeródromo da 61ª Base de Aviação de Caças da Força Aérea e das Forças de Defesa Aérea da República da Bielorrússia em Baranovichi, região de Brest.

Como disse o Ministério da Defesa da Bielorrússia, “as aeronaves aumentarão consideravelmente o potencial de combate das forças armadas e aumentará as possibilidades de proteger tropas e instalações contra ataques aéreos, realizando patrulhas no espaço aéreo, detectando e destruindo alvos aéreos e terrestres e cumprindo missões de alerta de combate.”

A Força Aérea e as Forças de Defesa Aérea do Exército da Bielorrússia receberão “um instrumento poderoso para garantir a segurança militar”, enfatizou o ministério. O primeiro Su-30SM ficou pronto em agosto deste ano.

Em junho de 2017, a República da Bielorrússia e a Federação Russa assinaram um contrato para o fornecimento de 12 caças Su-30SM fabricados pela Irkut Corporation. O esboço final do acordo de três anos foi acordado durante a 9ª Exposição Internacional de Armas e Equipamentos Militares MILEX-2019, realizada em Minsk em maio deste ano.

De acordo com o contrato, a Força Aérea e as Forças de Defesa Aérea da República da Bielorrússia serão reabastecidas anualmente com uma unidade de quatro aeronaves (4 em 2019, 4 em 2020 e 4 em 2021).

O Su-30SM é um jato de combate super manobrável de dois lugares, produzido e atualizado. O Su-30SM é equipado com dois motores turbofan com vetoração de empuxo AL-31FP. O caça tem um alcance operacional de 1.500 km e uma resistência de voo de 3,5 horas sem reabastecimento.


Colaborou Rustam Bogaudinov, direto de Moscou.

Anúncios

2 COMENTÁRIOS

  1. Procurei nas postagens sobre o mesmo tema e não encontrei. Alguém sabe se estás 12 unidades de SU-30SM irão substituir algum outro tipo de caça já em uso ou estão vindo para somar com o que eles já tem em operação?

    • Em 2012, a Bielorrússia retirou de serviço todos os Su27 que possuía. Imaginamos que essa aquisição seja para substituí-los. Contudo, há uma tendência em todas as forças de cortes. Pode ser que alguns MIG 29 mais antigos TB dêem baixa.