O caça ” BF-3″ realiza o primeiro voo de um F-35B com mísseis AIM-9X Sidewinder. (Foto: Lockheed Martin)

A Marinha dos EUA realizou no dia 19 de setembro o primeiro voo de um caça F-35B com mísseis ar-ar inertes AIM-9X Sidewinder. O voo havia partido da Estação Naval de Patuxent River, em Maryland, e foi realizado sobre o Oceano Atlântico.

O voo serviu para avaliar as cargas aerodinâmicas na aeronave durante as manobras do caça. (Foto: Lockheed Martin)

A bordo da aeronave F-35B “BF-3” estava o tenente Christopher Tabert, da Marinha dos EUA, que durante o voo de testes avaliou as cargas estruturais e as qualidades de vôo da aeronave durante as manobras. O F-35B é a variante do Joint Strike Fighter projetado para uso pelos Fuzileiros Navais dos EUA, bem como os parceiros internacionais do F-35 no Reino Unido e na Itália.

Enhanced by Zemanta
Anúncios

9 COMENTÁRIOS

    • ?????????

      se esse troço precisa de sidewinder externo para ter algum valor , melhor para Moscou.

      Pelo jeito não é mesmo tao invencicel quanto aparenta…

      Que seja, para atacar a Russia precisaria de tanques externos, caso contrario nao tera alcance, entao, será visivel e destroçado dos céus pelos S 300, S 400, Sukhois ( que ja comprovadamente ganharam batalhas simuladas deles) e Migs, Thor, Buik e demais…

      Considerando-se que um cara bom canhao russo pouco melhor que um Szu 23-4 pegou um F117 no olho…

      De fato, devo estar em delírio mesmo… pior para Washington, torrou tanta grana para nada…

      • "Sukhois ( que ja comprovadamente ganharam batalhas simuladas deles)"

        Conte-nos mais, por favor.

      • Wagner, o F-35 e até mesmo o F-22 são capazes de carregar cargas externas como misseis e bombas em pontos fixos nas asas. Só que os "cabides" nas asas só são instalados quando a capacidade Stealth das aeronaves já não tem tanta importância, ou seja, quando a superioridade aérea já esta garantida.

        Quanto a "vitoria" russa nas simulações, devo lembrar que geralmente esses exercícios são "Dogfights" onde as aeronaves, Stealth ou não, estão no campo visual dos pilotos. Sendo assim a pericia do piloto conta muito. Na arena real onde a tendência é o uso de misseis BVR, a tecnologia embarcada e a própria aeronave são um grande diferencial. Em simulados até nossos F-5 JA tiveram vitorias contra os americanos…

        • R22, não te atira, o wagner sabe muito…por isso fiquei curioso com esses supostos embates de Su-27/30 contra o F-35…como pode isso? Se o F-35 mal começou a voar…quando que ocorreu isso???? Flight simulator não vale!

          "Sukhois ( que ja comprovadamente ganharam batalhas simuladas deles)"

          Quando que aconteceu isso? Será que o moon gripen ou o sea gripen também participaram?

          • Devem ser aquelas simulações todas feitas em computador ou aquelas imaginárias a partir de análises e características técnicas (as poucas) conhecidas. Me lembro de umas de um site australiano que são bem favoráveis a caças russos (Su-35 ganha de todo mundo lá). Lembro de uma também que mostrava o Typhoon batendo de goleada em todo mundo e perdendo por pouco, quase empatando com F-22. Lembro de outra em que o Gripen ganhava na proporção de 5:1 de Su-35. Lembro de um video da Lockheed que os F-35 atiram mísseis em Su-30 ou 35 e eles ficam lá paradões até os mísseis chegarem, nada de MAWS ou RWR avisar nada, nada de chaff e/ou flare…

            Enfim, tem pra todos os gostos, mas o fato é que, mesmo quando a simulação é "real", com os caças voando de verdade se enfrentando em um "joguinho de guerra", sempre há um monte de 'se' e 'porem', relacionados a regras e condições de engajamento, esconder o jogo, capacidades e tecnologias, restrições, etc e etc. Essas simulações totalmente virtuais não me convencem e parecem mais um complemento do marketing dos caças.

  1. Apos superada as dificuldades tecnicas ($$$$),acredito que a falta de uma situaçao eminente de conflito, aonde estes vetores seriao de grande valia ,acabou influenciando no ritmo de desenvolvimento (integraçao de armas)deste caça,TIO SAN percebeu que no momento de curto e medio prazo nao havera nada no ar que possa justificar um enxame de F35 ,o ceu e o solo ainda nao requerem seus serviços (estraterrestres),SEJam bem vindos SU50,J21 e J31,justifiquem as obras primas americanas !

  2. Esse Gabiru Transformer é o mais legal dos ratões voadores… 😀

  3. E antes que alguém entre em delírio anti stealth americano, vale lembrar que essa configuração é só após a supressão das defesas inimigas…se entrar assim sobre, digamos, o irã, é um alvo fácil para o GCI!

Comments are closed.