A aeronave Tu-204-300 (número de série 64045, número de registro RA-64045) que foi transferido para o Centro de Treinamento de Cosmonautas da Rússia.

Um remodelado avião Tu-204-300, projetado pela Tupolev e construído pela Kazan Aircraft Production Association, é um dos dois aviões que foram entregues ao Centro de Treinamento de Cosmonautas Yuri Gagarin, nos arredores de Moscou, com a tarefa de transportar confortavelmente cosmonautas de e para os cosmódromos de Baikonur e Vostochny, inclusive depois de terem retornado do espaço.

O Tu-204-300 foi filmado pelo canal de televisão Zvezda no sábado, e foi batizado em homenagem a Sergei Korolev, o amplamente reconhecido pai fundador dos programas espaciais soviéticos e russos.

A aeronave especialmente equipada, com seis cabines para transportar confortavelmente cosmonautas em posição reclinada imediatamente após seu retorno do espaço, e várias outras dezenas de pessoas na posição sentada tradicional, é um dos dois Tu-204-300 encomendados pelo Centro de Treinamento de Cosmonautas.

O segundo Tu-204-300, batizado em homenagem a Yuri Gagarin, o primeiro ser humano no espaço, será entregue ao Centro na próxima semana e realizará seu voo inaugural para o espaçoporto de Baikonur em julho.

No final de 2014, o Centro de Treinamento de Cosmonautas assinou um contrato para compra e reequipamento de duas das seis antigas aeronaves Tu-204-300 da antiga companhia aérea Vladivostok Avia (aeronaves RA-64044 e RA-64045 construídas em 2008), desativadas em 2013 e de propriedade da empresa de leasing Ilyushin Finance.

O objetivo principal das aeronaves é realizar voos diretos de Moscou para o novo centro espacial Vostochny. O reequipamento de aeronaves foi realizado pela fabricante Aviastar-SP JSC (Ulyanovsk), onde ambas aeronaves estavam localizadas desde o início de 2014.

4 COMENTÁRIOS

    • Gostaria muito de entender porque os russos usam essa cor nada agradável nas cabines

      • Eu fico pensando, em uma turbulência forte, eu vomitaria facilmente com essa cor.

  1. Essa cor "turquesa" no cockpit prevalece em quase todas as aeronaves militares russas, desde bombardeiros, caças e até aeronaves de treinamento. Provavelmente é um requisito da VKS. Segundo o site "Cold War Air Museum", esta cor ajuda reduzir o estresse e a manter a efetividade do piloto evitando o "cansaço" e "sonolência" em longas missões, comparado às tradicionais cores escuras ou acinzentadas.

Comments are closed.