O helicópteros Sikorsky MH-16 Seahawk (N-3035) do Esquadrão HS-1, destaque da cerimônia do 96° Aniversário da Aviação Naval da Marinha. (Foto: Mauro Lins de Barros / Cavok Brasil Team)

A Marinha do Brasil comemorou nessa quinta-feira, dia 23 de agosto, o 96° Aniversário da Aviação Naval. O evento, realizado na Base Aéreo Naval de São Pedro da Aldeia (BAeNSPA), e o destaque principal foi a apresentação no solo e em voo dos dois primeiros helicópteros Sikorsky MH-16 (S-70B) Seahawk recentemente incorporados na frota.

O helicóptero MH-16 (N-3004) ficou em exibição diante do palanque das autoridades. (Foto: Mauro Lins de Barros / Cavok Brasil Team)
O MH-16 Seahawk N-3035 do Esquadrão HS-1. Apesar de o tempo no Rio de Janeiro estar seco e com o céu claro, chovia na Região dos Lagos. Felizmente, o sol apareceu durante a cerimônia. (Foto: Mauro Lins de Barros / Cavok Brasil Team)
Os dois helicópteros do HS-1, o Sea King e Seahawk, chegam em voo de formação. (Foto: Mauro Lins de Barros / Cavok Brasil Team)

Apesar das condições meteorológicas não serem totalmente favoráveis, a Marinha Brasileira conseguiu realizar uma bela demonstração de suas aeronaves. A cerimônia contou com a presença do Ministro da Defesa Celso Amorim e do Comandante da Marinha, Almirante Júlio Soares de Moura Neto, além de muitas outras autoridades civis e militares. O ponto alto da cerimônia foi a incorporação oficial dos primeiros helicópteros MH-16 Seahawk ao Primeiro Esquadrão de Helicópteros Anti-Submarino (HS-1).

O novo e o velho. O SH-3D Sea King (N-3012) e o MH-16 Seahawk (N-3035) do Esquadrão HS-1. (Foto: Mauro Lins de Barros / Cavok Brasil Team)
Quatro dos IH-6B Jet Ranger III do Esquadrão HI-1 (N-5054, N-5044, N-5056 e N-5046). (Foto: Mauro Lins de Barros / Cavok Brasil Team)
UH-12 Esquilo N-7084 do Esquadrão HU-1 (N-7084). (Foto: Mauro Lins de Barros / Cavok Brasil Team)
Helicóptero AH-11A Super Lynx N-4011 do Esquadrão HA-1, modernizado com um FLIR no nariz. (Foto: Mauro Lins de Barros / Cavok Brasil Team)
O UH-14 Super Puma N-7070 do Esquadrão HU-2 fechou o desfile arrastando uma grande bandeira do Brasil, acompanhado pelo IH-6B Jet Ranger III N-5046. (Foto: Mauro Lins de Barros / Cavok Brasil Team)

Outro ponto alto foi o sobrevoo na base dos helicópteros de todas as unidades sediadas na base, incluindo um voo em formação de um SH-3D Sea King e um MH-16 Seahawk, ambos do HS-1, provavelmente a última vez que ambos vetores voarão juntos, pois com a chegada dos MH-16, os antigos SH-3 Sea King serão desativados. Sobrevoaram ainda a base os helicópteros IH-6B Jet Ranger III, UH-12 Esquilo,  AH-11A Super Lynx, e fechando o desfile aéreo o UH-14 Super Puma com a Bandeira do Brasil.

O caça AF-1 Skyhawk N-1019 do Esquadrão VF-1 em exibição estática, armado com mísseis Sidewinder e bombas guiadas Mectron SMKB 83. A pintura deste Skyhawk (e apenas dele) tinha um tom nitidamente esverdeado. (Foto: Mauro Lins de Barros / Cavok Brasil Team)

Na exposição estática, além de um novo MH-16 Seahawk, estava também presente um AF-1 Skyhawk do Esquadrão VF-1, armado com mísseis Sidewinder e bombas guiadas Mectron SMKB 83, apresentando um diferente tom esverdeado no padrão de pintura.

Outra imagem do helicóptero MH-16 Seahawk (N-3035) em voo. (Foto: Mauro Lins de Barros / Cavok Brasil Team)
Bela imagem dos IH-6B Jet Ranger III N-5054 e N-5044 do Esquadrão HI-1. (Foto: Mauro Lins de Barros / Cavok Brasil Team)
No Aeroporto Santos-Dumont, foi feita a foto do emblema comemorativo dos 25 anos da unidade HU-2, no helicóptero UH-16 Super Puma N-7070. (Foto: Mauro Lins de Barros / Cavok Brasil Team)

No mesmo dia, mais dois helicópteros Seahawk chegavam no Aeroporto de Cabo Frio, e em breve serão também integrados no HS-1.

Nota do Editor: Agradecemos mais uma vez ao amigo Mauro Lins de Barros pela gentileza em ceder as imagens e o relato do evento realizado em São Pedro da Aldeia.

 

Enhanced by Zemanta

8 COMENTÁRIOS

  1. Pela foto da para ver que tá bem cuidado os A-4. Alguém sabe qual o modelo das bombas que o A-4 está carregando?

  2. Boas fotos. Engraçado, eu pensava que os SeaKing eram bem maiores que os Seahawk. Pelas fotos ele não parece ser tão maior assim.

  3. O A4 parece estar sendo bem conservado,ficou bonitao na foto,este aviao sendo equipado com avionicos nacionais( ?) cumprira´bem seu papel na doutrina da MB,imaginem estes caças capacitados para lançar exocet ou barracudas,ha um porem apenas na quantidade destes vetores,a marinha poderia tentar adquirir mais uns 20 destes e deixalos na pontinha dos tamancos,o ideal seria aviaoes mais modernos e novo PA,mas para um cenario de medio prazo ta de bom tamanho (ja estou me conformando com as doses homeopaticas)!

    • Pois é , os americanos depois de comprarem todos os Harriers do mercado , também compraram os skyhawk da Nova Zelândia em ponto de bala.
      E aqui tem gente pagando de gostosão.

      • Os A-4 da NZ estavam parados a muitos anos e vão precisar mais do que uma grande revisão, alem disso tem a versão anterior do motor da P&W menos potente que os nossos.
        Sua modernização dos anos 90 ja estava ultrapassada, com o radar dos F-16A e displays monocromáticos, mas servem para treinamento e ataques simulados, que vai ser sua utilização no futuro.

        • W.Strobel, nesse caso não contesto as informações que vc passa, são realmente esclarecedoras.
          Mas a idéia do Brasil de moderbizar nossos AMX e Skyhawks foi ótima, e modernizar parece que virou palavra de ordem mesmo no mundo inteiro ; navios , blindados a aviões.
          http://planobrasil.com/2012/08/caca-amx-lanca-bom

Comments are closed.