Quatro caças Dassault Rafale B da França chegaram nesse sábado de manhã em Natal para participar da Cruzex V. (Foto: S1 Silva Lopes / FAB)

Hoje começaram a chegar na Base Aérea de Natal os caças participantes estrangeiros, e os primeiros a tocar na pista da base foram os quatro caças multimissão Dassault Rafale B que pela primeira vez participam da operação militar Cruzex. Nas outras edições a França trazia apenas os caças Mirage 2000.

As quatro aeronaves Rafale da Armée de L'Air farão parte da Caolisão Azul durante as missões simuladas na Cruzex V. (Fotos: S1 Silva Lopes e Sgt. Johnson Barros / FAB)

As aeronaves participam do processo de escolha do novo caça da Força Aérea Brasileira, o programa F-X2, e essa foi uma das razões de a França enviar seu mais moderno caça para o exercício que terá o início das operações de voo nessa segunda-feira, dia 8 de novembro. A França enviou 20 pilotos e 35 técnicos para participarem da Cruzex V, que segue até o dia 15 de novembro.

O Cavok Brasil já está em Natal e em breve estaremos postando imagens exclusivas da maior operação militar da América do Sul.

Anúncios

8 COMENTÁRIOS

  1. Liiiiindo demais o Rafale visto em todos os ângulos!

    A FAB merece muito este caça formidável!!

    E a nossa Marinha tbm com a versão naval.

    Detoooooone esta Cruzex Rafale !!!

  2. Sem dúvida, o destaque desta Cruzex. Os biplaces são mais bonitos.

    Algo me diz que dois deles ficam depois da Cruzex, pra que nossos pilotos possam dar uma provadinha.

  3. A frança realmente quer vender o Rafele para a FAB, tamanho deslocamento de Aeronaves, todas elas são biplaces, terá muitos Brasileiros voando nelas

  4. E a fila vai ser grande…

    Vai ter muito piloto disputando no palitinho pra voar no Rafa…rsss

  5. acho muito bonito os rafales, acho que vão ficar ainda mais bonito quando estiverem nas cores da fab.

  6. Tiro o meu chapéu ao presidente Lula pela escolha do Rafale, aliás ele sempre acerta. Parabéns presidente!. É um multifunção extraordinário, que já atuou na guerra do Afeganistão com sucesso. Não existe no mercado aeronáutico um caça tão avançado e isso coloca o Brasil em uma situação privilegiada na América Latina e mundialmente falando. É o melhor caça sem sombra de dúvidas e, pela extensão de nosso país, o mais adequado. Todos ganham e a EMBRAER, também terá privilégios tecnológicos que colocarão o Brasil na vanguarda e rotas que nos remeterão a um futuro promissor. Que venham não só os 36 , mas, todos construídos pela Dussault.

  7. Somos dois Ewerton, Rafale é a melhor escolha!

    Será o caça mais avançado e poderoso da América do Sul!!!

Comments are closed.