O drone chinês CH-5 taxia antes de levantar voo pela primeira vez. (foto: Xinhua / Bai Guolong)

A modificação em série do veículo aéreo não tripulado CH-5 chinês, ou “Caihong (Rainbow) 5”, completou seu primeiro voo experimental na província de Hebei, no norte da China, conforme foi relatado pelo Ministério da Defesa Nacional da República Popular da China.

O veículo aéreo não tripulado CH-5 pode realizar missões de reconhecimento, vigilância, patrulha, posicionamento de alvo e ataque, de acordo com seu desenvolvedor. O drone de tamanho maior CH-5 foi desenvolvido pela China Aerospace Science and Technology Corporation (CASC), e revelado pela primeira vez durante o China Airshow realizado em novembro de 2016.

“Nós fizemos várias modificações após sua estreia, e suas funções abrangentes estão entre as melhores do mundo”, disse Shi Wen, engenheiro-chefe do projeto do drone Caihong na China Academy of Aerospace Aerodynamics.

O CH-5 tem uma envergadura de 21 metros e é capaz de transportar até 1.000 kg de carga útil. Pode permanecer no ar durante 60 horas com um alcance de mais de 10.000 quilômetros, disse Shi

O CH-5 também pode ser usado para fins civis, como levantamento de recursos naturais, proteção ambiental marinha, pesquisa em áreas de desastre, aplicação da lei marinha e respostas de emergência, disse Shi.

“Vamos realizar mais voos de teste e poderemos adicionar pequenas mudanças para atender às necessidades de vários clientes. Acreditamos que será um sucesso nos mercados domésticos e internacionais”, acrescentou.

3 COMENTÁRIOS

  1. A FAB e até o EB e a MB deveriam adquirir mais Hermes 450/900 da Elbit, fazer números frentes as necessidades de monitoramento de fronteiras, desmatamentos e garimpos irregulares na Amazônia por exemplo. Depois usar o know how da Embraer, AEL e parcerias como com a SAAB e desenvolver algo grande e próprio. Já tá na hora.

Comments are closed.